Categorias
Horta Jardim

Como Cultivar Framboesa

A framboesa (Rubus idaeus) produz um fruto muito apreciado pelo seu rico sabor, e por isso, é utilizado para diversos fins gastronômicos.

A framboesa (Rubus idaeus), é uma planta nativa da Europa, com presença em parte da Ásia e América do Norte. Produz um fruto muito apreciado pelo seu rico sabor, e por isso, é utilizado para diversos fins gastronômicos.

Neste artigo, falaremos sobre as principais características desta planta, como cultivar e se é possível ter framboesas aqui no Brasil.

Como são as árvores de framboesa?

A framboesa pertence à família Rosaceae (família das rosas), que são plantas com flores e, neste caso, corresponde a um tipo de porte médio e geralmente perene.

Assim, em seu primeiro ano produz um caule que cresce entre 1,5 a 2,5 metros, inicialmente só terá folhas no ramo principal e não será ramificado, mas depois, no segundo ano de vida, surgem brotos laterais, produzindo folhas um pouco menores, das quais mais tarde produzirão flores e frutos.

Desta forma, a planta apresenta folhas verdes, geralmente flores brancas com cerca de 1 cm e frutos vermelhos comestíveis.

A floração é escalonada, sua duração é de aproximadamente 4 semanas e varia dependendo das cultivares.

fonte: Wiki-Plant.net

Uma vez totalmente desenvolvido, é constituído por um arbusto, com um caule lenhoso central e outros ramificados a partir dele. Além disso, algumas dessas plantas podem ter espinhos.

Nome botânicoRubus idaeus
Nome comumFramboesa
Tipo de plantaPerene
Tamanho adulto0,90 a 1,2 metros de altura; 0,6 a 0,9 metros de largura
Tipo de soloBem drenado e fofo na superfície
IluminaçãoSol pleno ou parcial
IrrigaçãoResistente à seca, regas espaçadas
PH idealLevemente ácido
Cor da florBrancas
OrigemAmérica do Norte, Europa
PlantioOutono/Verão

Tipos de framboesas

Você já se perguntou se existem diferentes tipos de framboesas? Bem, o gênero Rubus é muito diversificado, e é por isso que, de maneira comum, diferentes espécies dele são conhecidas como framboesas.

Eventualmente, a framboesa vermelha norte-americana foi considerada uma variedade da europeia, mas se estabeleceram como espécies diferentes, chamando a primeira framboesa vermelha americana (Rubus idaeus subsp. strigosus) e a segunda framboesa vermelha europeia (Rubus idaeus subsp.. idaeus). ).

Nesse sentido, também outros nomes comuns usados ​​para esta planta são simplesmente framboesa ou framboesa selvagem, ou seja, a framboesa selvagem é a espécie Rubus idaeus.

Por outro lado, certas produções para fins comerciais foram relatadas como híbridas entre as espécies anteriores.

Existem variedades com hábito de crescimento rasteiro, semiereto e ereto, sendo as variedades comerciais eretas e semieretas.

Rubus idaeus var. idaeus

Veja na imagem abaixo de onde essa espécie é nativa e onde foi introduzida.

Rubus idaeus var. strigosus

Veja na imagem abaixo de onde essa espécie é nativa e onde foi introduzida.

fonte: NC State University

fonte: NC State University

Existem outras espécies de framboesas, em que a coloração da fruta varia.

Rubus laciniatus

fonte: wikispecies

Rubus canadensis

fonte: NC State University

Outra bem conhecida é a framboesa preta (Rubus occidentalis).

Rubus occidentalis

fonte: Vegetolab

Rubus parviflorus

fonte: Gardenia.net

A nível comercial, dependendo do tipo de frutificação (“reflorescentes”: ramos que produzem frutos no mesmo ano da sua formação; ou “não reflorescentes”: ramos que produzem frutos no ano seguinte a sua formação) e da época de colheita, que pode variar de acordo com a época do ano, existem diferentes variedades de framboesas.

Alguns são: framboesa ‘Autumn Bliss’, framboesa ‘Heritage’ e framboesa ‘Batum’.

Principais cultivares de framboesas adaptadas ao Brasil

Heritage

Consegue produzir duas vezes ao ano, essa variedade possui frutos ligeiramente cônicos, de tamanho médio a pequeno (no máximo 3,2 g).

Os frutos são vermelhos brilhantes, com polpa firme, de excelente qualidade, o receptáculo sai facilmente.

Autumn Bliss

Também consegue produzir duas vezes ao ano e os frutos são grandes, de formato ovalcônico, de coloração vermelho-escuro.

Qual é a estação das framboesas?

As framboesas são cultivadas em várias regiões, sendo mais comum em alguns países do que em outros, principalmente naqueles de clima frio, devido às exigências da planta. Assim, dependendo do país, a época desta fruta varia. No entanto, ao longo do ano, é comum encontrar framboesas, principalmente congeladas, que é uma forma de comercialização muito comum.

No caso do Brasil, e dos países do sul que plantam essa frutífera, os meses de novembro, dezembro e também abril são os melhores para colhê-las, levando em conta que a produção da fruta ocorre um ano e meio após o plantio final.

Esta época coincide com a queda na disponibilidade de framboesas frescas nas regiões do norte.

Importante dizer que as framboesas possuem hábito bianual, cresce durante um ano e frutifica no seguinte. O caule que deu frutos morre depois de terminar sua produção e nesse momento o caule vegetativo já cresceu, para ter condições de produzir no próximo ano.

Qual é a diferença entre framboesas e amoras?

As amoras são muito conhecidas aqui no Brasil, mas são completamente diferentes das framboesas. São plantas de diferentes espécies e não pertencem nem ao mesmo gênero botânico. Enquanto a amora é do gênero Morus, a framboesa é do gênero Rubus, como já mencionado anteriormente.

As colorações também são bem diferentes, pois as framboesas geralmente são vermelhas e as últimas são pretas ou roxas muito escuras, no entanto, isso depende da maturação da fruta, e também, como já sabemos, existem framboesas pretas, então isso pode nos confundir.

Assim, a principal forma de diferenciá-las é levar em conta que o receptáculo das amoras não sai do fruto (ficam dentro dele) quando são colhidos, enquanto nas framboesas eles saem, fazendo com que os frutos fiquem ocos e as amoras não.

O receptáculo é esse “cabinho” na parte de cima da foto abaixo:

Você também pode identificar as amoras através do caule, diferentemente das framboesas elas não possuem espinhos no caule.

Existem framboesas no Brasil?

O cultivo dessa planta vem se espalhando ao longo do tempo, e embora existam líderes mundiais no plantio, como Rússia, Polônia e Estados Unidos, entre outros, no Brasil há produção dessa fruta.

Aqui as framboesas são cultivadas na região da Serra da Mantiqueira, caracterizada por uma altitude superior a 1.200 metros, assim, os cultivos podem ser encontrados em Gonçalves, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal, São Paulo, Caxias. do Sul, Vacaria e Rio Grande do Sul.

Como cultivar framboesas?

Cultivar essa planta não é uma tarefa muito complicada, porém, ela possui alguns requisitos para que as plantas possam se desenvolver adequadamente, são eles:

Temperatura

É necessário que, por muito tempo, as plantas estejam abaixo de 7º C para sair da dormência, embora isso também dependa da variedade, pois algumas requerem apenas cerca de 200 horas, enquanto outras até 1400 horas de resfriamento.

fonte: unsplash

No verão, a temperatura média máxima deve ficar em torno de 23º C, e no inverno podem suportar abaixo de 0ºC.

Solo Ideal

Os terrenos devem ser solos com matéria orgânica abundante, não compactos, levemente ácidos com pH de até 5 e boa drenagem, pois não devem apresentar excesso de umidade.

A parte de cima do solo deve ser bem fofa, visto que é na parte mais superficial que se encontram o maior número de raízes nas framboesas.

Iluminação

Requer crescimento com exposição ao sol e, embora tolere alguma sombra, não pode ser excessiva.

fonte: Unsplash

Irrigação

Embora seja resistente à seca, no verão necessita de irrigação adequada, que deve ser menor no inverno.

Recomenda-se uma irrigação localizada, e que não haja acúmulo de água no solo.

Espaçamento

Deve haver cerca de 0,50 metros entre cada planta e cerca de 2 metros entre as linhas, pois as raízes crescem em todas as direções.

fonte: Unsplash

Como podar framboesa

O objetivo ao podar framboesas é garantir que a luz e o ar possam chegar às partes internas das plantas, melhorando assim a frutificação, diminuindo a probabilidade de ataques de pragas e doenças e facilitar a colheita.

Poda de caules rente ao solo

No final do inverno ou início da primavera, podar todos os caules que deram frutos no ano anterior. Eles não vão frutificar novamente. 

Geralmente esses caules terão casca acinzentada. Corte-os perto do nível do solo usando tesouras de poda.

fonte: permaculture magazine

Poda de caules que crescem longe da planta principal

Corte os caules que estão crescendo fora de uma área de 30 a 45 centímetros da planta. As framboesas são muito mais fáceis de cuidar e colher se forem mantidas confinadas em fileiras bem definidas.

fonte: Steven Merkel (The Spruce)

Poda de caules curtos e finos

Remova quaisquer caules finos ou muito curtos.

fonte: Steven Merkel (The Spruce)

Poda de caules doentes e secos

Sempre que vir um caule doente ou seco, corte-o para manter uma boa qualidade fitossanitária em sua planta.

fonte: Wallish Greenhouses

“Old cane” significa caule velho. “New cane” significa caule novo.

Como fazer mudas de framboesas?

Para fazer mudas estas podem ser obtidas de uma planta já desenvolvida que deu frutos e à qual é feita uma poda, pode ser feita através de estacas de caules que não deram frutos, através de mudas que surgem da plana mãe ou pelas sementes.

Mudas da planta principal

A forma mais fácil é através de mudas que surgem da planta mãe. Dos arbustos maduros de framboesa tendem a brotar mudinhas do solo a alguma distância da planta mãe. Essas mudas podem ser separadas para fazer uma nova planta.

Após localizar essas pequenas plantas (elas podem ficar a até 2,5 metros de distância da planta mãe), cave 15 cm ao redor da mudinha e corte o rizoma que a conecta com a planta mãe.

fonte: tradução do Deep Green Permaculture

Após isso, retire-a do local junto com o torrão de solo em volta das raízes dela.

Por fim, plante cada planta em vasos com um bom substrato orgânico ou diretamente no solo.

Mudas por estacas

Esse também é um método muito simples de se fazer mudas, o pegamento das estacas é muito rápido e fácil.

Corte uma estaca que tenha mais de 3 nós, e coloque-a em um vaso com terra de boa qualidade.

fonte: Luayana

Não deixe o vaso seco durante muito tempo e coloque em um local bem iluminado até o completo enraizamento, onde poderá ser replantado no jardim.

fonte: gardenerspath

Um aspecto que pode ser levado em consideração é o uso de estacas ou algum suporte feito com arames, para que quando a planta crescer, ela se apoie sobre elas e possa manter sua verticalidade.

Depois que a planta de framboesa deu frutos, é importante fazer uma poda e cortar todos os ramos de onde foi colhido, isso garante a próxima produção de frutos.

Como plantar framboesas?

Como mostrado acima, você pode fazer mudas através de estacas ou de plantas que surgem da própria planta mãe (além é claro das sementes, mas é um método mais demorado).

O local onde irá plantar suas framboesas deve ser ensolarado, mas elas também crescem com sucesso em um local parcialmente sombreado. Quanto mais sol, mais frutas elas produzirão.

Faça uma cova de plantio de aproximadamente 20×20 cm, não precisa ser muito fundo, mas a terra da região mais funda não pode ser compactada.

fonte: gardenerspath

Com a terra que retirou da cova, você pode adicionar um pouco de bokashi para melhorar a qualidade do solo, melhorando a quantidade de matéria orgânica, e retornando todos os nutrientes necessários para o crescimento da planta.

Dependendo da variedade, é necessário fazer um suporte do tipo espaldeira com fios duplos para sua planta.

fonte: Harrod Horticultural

Quais são os benefícios das framboesas?

É considerada uma fruta com benefícios para as pessoas, entre os quais se destacam o seu aporte de antioxidantes, vitaminas e fibras para o organismo, ajudando assim a prevenir patologias como a hipertensão e certos tipos de cancro.

Também favorece quem sofre de diabetes, melhora o trânsito intestinal, o sistema circulatório e imunológico.

Entre outros compostos, em 100 gr de framboesas cruas encontramos:

• 85,8 gramas de água
• 1,2 gramas de proteína
• 0,65 g de gordura
• 11,9 gramas de carboidratos
• 6,5 gramas de fibra
• 25mg de cálcio
• 0,69mg de ferro
• 22mg de magnésio
• 29 mg de fósforo
• 151 mg de potássio
• 1 mg de sódio
• 26,2mg de vitamina C

Conclusão

A framboesa é uma planta que, possui um delicioso fruto e traz vários benefícios ao consumi-la. Seu cultivo vem crescendo cada vez mais em vários países do mundo.

Existem diferentes tipos de framboesas, que são plantadas e comercializadas em muitas regiões, sendo o Brasil um deles.

Não necessita de muitos cuidados e podemos plantar algumas dessas plantas em casa e desfrutar de uma pequena colheita de vez em quando.

Bibliografia

Clínica Universidad de los Andes (2020). Beneficios de las frambuesas. Disponível em: https://www.clinicauandes.cl/noticia/beneficios-de-las-frambuesas#:~:text=Son%20ricas%20en%20antioxidantes%2C%20%C3%A1cido%20f%C3%B3lico%20y%20vitamina%20C.&text=Saludable%20y%20nutritivas%20son%20las,contenido%20de%20calor%C3%ADas%20y%20az%C3%BAcares.

da Silva, J. (2017). Produção de framboesa pelo mundo afora. Revista Campo & Negócios. Disponível em: https://revistacampoenegocios.com.br/producao-de-framboesa-pelo-mundo-afora/   

Mathias, J. (2015). Framboesa. Editora Globo. Disponível em: http://revistagloborural.globo.com/GloboRural/0,6993,EEC1602263-4529,00.html

Tirmenstein, D. (1990). Rubus idaeus. In: Fire Effects Information System, [Online].

U.S. Department of Agriculture, Forest Service, Rocky Mountain Research Station,

Fire Sciences Laboratory (Producer). Disponível em: https://www.fs.fed.us/database/feis/plants/shrub/rubida/all.html

U.S. Department of agriculture, Agricultural Research Service (2018). Raspberries, raw. Disponível em: https://fdc.nal.usda.gov/fdc-app.html#/food-details/167755/nutrients

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (DF). Embrapa. Técnicas de produção de framboesa e mirtilo, Brasília, ano 2016, p. 1-31, 2016.

Por Nick Romero

Olá, me chamo Nick Romero. Sou professor de Biologia, tenho mestrado em Educação Ambiental além de Doutorado em Educação. Sou fascinado pela natureza, creio que os animais e as plantas são seres vivos incríveis e ainda há muito que aprender sobre eles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile