Existem inúmeras formas de expressão da arte e botânica dentro do paisagismo. Terrários abertos e fechados; arranjos florais, vivos ou desidratados; vasos com plantas; kokedamas. Essas últimas são uma nova tendência dentro do mundo da jardinagem e vamos falar um pouco sobre elas.

O que são as kokedamas?

As kokedamas são arranjos esféricos de musgos, que envolvem as plantas e significam, bola de musgo.

Surgiram no Japão e já se popularizaram pelo ocidente. Aqui no Brasil já são queridinhas pelos pais de plantas. Isso porque, além de bastante ornamentais, são de fácil cuidado. É muito mais fácil visualizar que a planta precisa de água, por exemplo.

Como cuidar de kokedamas?

Adquiriu ou fez uma kokedama e não sabe como cuidar dela? Veja 3 fatores essenciais para mantê-la viva e veja como é simples e prático ter uma.

Como molhar kokedamas

Uma das principais causas de insucesso com as plantas, é a maneira e frequência equivocadas com que as plantas são regadas. A falta ou o excesso de água podem levar as plantas à morte.

As kokedamas mostram quando precisam de água, antes mesmo das plantas começarem a ficar murchas. Diferentemente dos vasos, onde uma forma de saber se a planta precisa de água, é colocando o dedo no solo, com as kokedamas, basta olhar a bola de musgo e ver se está clara ou escura. Se clara, precisa de água. Se escura, está bem hidratada.

A forma de reidratar as kokedamas, também é diferente dos vasos. Basta que a bola de musgo seja mergulhada em um balde com água, pelo tempo suficiente para que o substrato absorva a água.

kokedama dentro de um recipiente com água
Fonte: Caine Chow

O tempo vai variar de acordo com o tamanho da kokedama, quanto maior a esfera, mais tempo para hidratação.

A frequência com que a kokedema deve ser hidratada, dependerá de fatores como: o tipo de planta, se mais ou menos exigente em água; o tamanho da kokedama, de modo que quanto maior, mais água acumula; o ambiente onde será mantida, pois se local muito quente ou com muitas correntes de vento, maior será a perda de água por evaporação e transpiração. Kokedamas pequenas podem apenas ser borrifadas, ao invés de mergulhadas em água.

É muito importante, depois de regadas as kokedamas, que seja escorrido o excesso água, antes de colocadas de volta ao seu devido lugar.

kokedama sendo retirada do recipiente com água
Fonte: Gergely Hideg

Iluminação das kokedamas

Para você conseguir encontrar a iluminação ideal para suas plantas é necessário que conhece a planta que está cultivando em uma kokedama.

De forma geral, as plantas usadas em kokedamas não ficam debaixo de sol direto, apenas sob iluminação indireta. O sol pleno, além de poder queimar algumas espécies de plantas secará sua kokedama muito rápido.

Locais para colocar kokedamas

Como já dito antes, as kokedamas são bastante ornamentais e podem decorar diferentes ambientes internos e externos. O que vai determinar o ambiente, é exatamente a planta utilizada, principalmente em relação à sua exigência por luz solar.

Elas podem ficar sobre a superfície plana de um móvel, por exemplo, ou ainda suspensas, fixadas em um teto, por estruturas capazes de suportar seu peso.

kokedama em cima de uma mesa
FOto: Aron Erdohati

As mantidas em superfícies, principalmente em móveis de madeira ou ferro, precisam de um prato para evitar que a água da bola de musgo, manche ou enferruje esses móveis.

kokedama em cima de um móvel
FOto: Aron Erdohati

Várias kokedamas penduradas, como se estivessem flutuando, levam sofisticação ao ambiente e podem fazer referência aos jardins suspensos da Babilônia, um dos mais conhecidos e curiosos jardins de que se tem registros históricos.

Várias kokedamas penduradas perto de uma janela
Fonte: The Virginian-Pilot

Veja nas imagens abaixo outras ideias para você utilizar suas kokedamas:

Estante com kokedamas
Foto: Aron Erdohati
kokedamas no canto da parede
kokedamas na sala
Fonte: Gergely Hideg
berço de kokedamas
Fonte: Gergely Hideg
kokedamas no parapeito da janela
Fonte: Flickr
kokedamas em uma mesa de centro
Fonte: Planet Petite
enfeite feito com kokedamas
Fonte: noz
kokedamas na sacada
Fonte: Fler.cz
kokedamas no parapeito da janela
Fonte: Ikebanart
kokedamas penduradas

Como fazer kokedamas?

Agora que sabemos um pouco mais sobre a capacidade de ornamentar e a facilidade de cuidados que essas esferas de musgos possuem, que tal aprender a técnica de fazê-las?

O tipo de substrato a ser utilizado, vai depender do tipo de planta. Plantas epífitas como as orquídeas, precisam de substrato enriquecido com casca de pinus, fibra de coco, carvão vegetal e musgo desidratado, por exemplo.

Cactos e suculentas exigem um solo mais drenável, podendo ser misturado com vermiculita e/ou areia branca.

Vamos considerar então, a kokedama com uma planta chamada Aglaonema sp.

  • O primeiro passo é misturar a terra adubada e a areia na água, até criar uma mistura consistente, que permita moldar uma bola, proporcional ao tamanho da planta que vai ser utilizada.
preparando terra para fazer kokedamas
Fonte: Hazzel

  • O segundo passo é retirar a planta do vaso, removendo a terra ao redor das raízes, com cuidado para não as danificar;
  • Em seguida, envolver delicadamente a raiz da planta dentro da bola de substratos, de modo que todo sistema radicular fique protegido e o formato esférico seja mantido;
cobrindo a planta com terra molhada preparada
Fonte: Hazzel

  • Depois, cobrir toda a superfície com musgo desidratado ou vivo;

cobrindo a bola de terra com musgo
Fonte: Hazzel
  • E por último, passar o fio de nylon, barbante ou qualquer outra linha, em volta da bola de musgo, para prendê-los.

passando barbante em volta da bola de kokedama
Fonte: Hazzel

kokedama feita
Fonte: Hazzel

Se a kokedama for suspensa, deixar um gancho para que seja pendurada ou amarrar três fios para fazer as alças de suporte. A escolha pelo tipo de musgo e fio para envolver o musgo, fica à critério de cada um. Porém, o fio de nylon, por ser mais claro, se torna quase que imperceptível na kokedama, o que pode ser interessante, quando se pensa em acabamento.

Ainda na dúvida em como fazer a kokedama? Assista ao tutorial abaixo:

Perguntas e respostas sobre as Kokedamas

Quais as melhores plantas para fazer kokedama?

Existem centenas de plantas que podem ser utilizadas para kokedama, abaixo há uma pequena lista delas.

  • Diversas variedades de samambaias

  • Chifre de veado (Platycerium spp)
  • Suculenta Jade

kokedama de suculenta Jade
Fonte: yBageecha
kokedama com planta jiboia
Fonte: Wabi-Sabi Ateliê
  • Espécies de Philodendron
kokedama de Philodendron
Fonte: Laine Moire Floral Design
  • Begônias
kokedama de begônia
Fonte: Lezio

mini kokedama de suculenta
Mini Kokedama de suculenta
Fonte: Maker Faire
  • Chlorophytum comosum (Clorofito)
kokedama de Clorofito
Fonte: Kokedama Auckland New Zealand NZ | Átame
  • Kokedama de bromélia
kokedama de bromélia
Fonte: Piko Plants
  • Peperomia (Pilea polybotrya)
kokedama Peperomia
Fonte: Coastal Flair NZ
  • Cróton (Codiaeum variegatum)
kokedama com planta Croton
Fonte: Kokedamas Rio
  • Lírio da paz (Spathiphyllum wallisii)
kokedama com lírio da paz
Fonte: demusgo

Quanto tempo dura kokedama?

As kokedamas duram o mesmo tempo que as plantas se fossem plantadas em vasos. As manutenções podem ser feitas anualmente ou quando a planta se desenvolver muito.

Basicamente a manutenção é replantar novamente em um novo kokedama.

Quanto custa um kokedama?

O preço das kokedamas é variado, depende do tamanho da planta, da espécie que será utilizada, se terá moldura/estrutura ou não e claro, do preço da mão de obra do artesão.

Na internet você encontra preços que variam entre R$ 12 reais a R$ 250 reais.

Como Adubar o Kokedama?

Como podem ver, pela terra estar coberta a adubação orgânica é quase impossível de ser feita. Por isso, dê preferência a fertilização ou seja, use adubos líquidos.

Borrife nas folhas das plantas depois de uma leve irrigação e nas orquídeas faça com que o fertilizante adentre na bola de musgo para que as plantas absorvam pelas raízes.

Conclusão

Escolha a planta que melhor lhe agrada; crie uma bola de musgo proporcional ao tamanho dessa planta; escolha o ambiente de decoração e mãos na massa.

A técnica é simples, basta que você se atente para as dicas aqui dadas e use sua criatividade para criar lindas bolas de musgos.

Foto da capa: Planet Petite

Participe do Grupo do Telegram 1
231 Shares:
2 comentários
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − doze =

Você também pode gostar: