Como Cultivar Angraecum distichum

Pontuação dos leitores
[Total: 3 Média: 5]

Nesse artigo eu vou te apresentar a orquídea Angraecum distichum, planta que não chama a atenção pelo grande tamanho, mas sim pela delicadeza das flores e da parte vegetativa que formam uma espécie de tapete ou parede vertical.

Logo logo você vai entender a razão.

Origem do Angraecum distichum

Angraecum é um gênero botânico pertencente à família Orchidaceae, e que foi descrito em 1804 pelo naturalista e geógrafo francês Jean-Baptiste Geneviève Marcellin Bory de Saint-Vincent (1778 – 1846).

Já o nome dessa espécie específica foi proposto em 1836 pelo botânico inglês John Lindley (1799 – 1865).

O Angraecum distichum é encontrado em uma vasta região da África (Gana, Benin, Libéria, Nigéria, Serra Leoa, Togo, Congo e outras regiões).

Essa orquídea cresce como epífita em altitude entre 1400 a 1600 metros em árvores grandes da floresta tropical.

Características da planta

É uma planta de crescimento monopodial, dessa forma cresce para cima como a Phalaenopsis e a Vanda.

Possui porte pequeno, caule longo (este vai crescendo e pode passar de 30 cm de comprimento), as folhas ficam dispostas de forma alternada nele.

As flores surgem de hastes curtas de aproximadamente 1,0 cm de comprimento e lançam uma única flor de diâmetro entre 0,6 cm e 0,9 cm de cor branca.

Essa orquídea costuma soltar keikes com frequência, mas ao invés de retirá-los deixe onde estão para que a planta ganhe mais volume.

keike de angraecum distichum
Keike de Angraecum distichum

Como cultivar Angraecum distichum

Essa planta não é difícil de ser cultivada basta seguir algumas poucas recomendações e pronto! Terá uma linda Angraecum distichum.

Luminosidade ideal

Pessoal, não coloquem essa orquídea debaixo do sol direto. É uma planta que aprecia luz, mas sempre de forma indireta.

Sabe aquele cantinho da varanda ou do orquidário onde o sol não bate? Seja por que tem uma parede perto ou qualquer outra coisa? Então, esse é o local para essa orquídea.

Se você fornecer um ambiente mais quente e luminoso (de forma indireta), sua orquídea vai te agradecer muito. 😉

Mas é uma planta que se adapta bem em várias temperaturas.

Como irrigar Angraecum distichum

Um dos maiores segredos dessa planta é a irrigação.

É uma planta que precisa de bastante umidade, isso por que ela vem de um habitat mais úmido, mas sem deixar a planta sempre encharcada.

E por falar em encharcamento, aí vem a nossa próxima dica de cultivo que precisará utilizar junto com essa que eu acabei de falar.

Onde e qual substrato utilizar?

Como mencionado acima, a Angraecum distichum é uma planta que gosta de bastante umidade, mas ao mesmo tempo não tolera encharcamento.

Sendo assim, o que fazer? Como vou molhar a planta sem deixá-la encharcada?

Aí que vem a drenagem, se você não sabe o que é isso, assista ao vídeo abaixo antes de continuar a leitura:

Essa planta precisa ficar pendurada para que seu caule não encontre barreiras para crescer, por isso se plantar em vasos, pendure-a.

Há a possibilidade de plantá-la em vasos (plástico, cerâmica, cachepôs de madeira), em placas de madeira, nó de pinho, tocos de madeira, são várias as possibilidades.

Veja algumas dessas formas:

Como Cultivar Angraecum distichum
Angraecum distichum na madeira
Fonte: Orquídeas Encanto e Paixão

Independendo de onde escolher cultivá-la, atende-se a irrigação. As placas de madeira não possuem capacidade de armazenar muita água, por isso você vai precisar irrigar com maior frequência.

Nos vasos, você pode utilizar um substrato que consiga reter umidade como o esfagno (ou o coxim de coco) misturado com um elemento que não retenha, como a casca de pinus.

Lembre-se do equilíbrio. Se colocar muito esfagno e irrigar demais a planta ela poderá ficar encharcada, portanto muito cuidado.

Como Cultivar Angraecum distichum
Fonte: Leo Klemm

Assista ao vídeo para ver minha planta:

Conclusão

Com esse artigo você pode perceber que cultivar uma Angraecum distichum não é uma tarefa difícil.

Você precisa ficar muito atento a dois fatores principalmente, umidade e luminosidade, são eles que dirão se sua planta crescerá de forma abundante ou não.

Lembre-se sempre de colocar a planta em local onde incida luz de forma indireta, nunca de forma direta.

Deixe uma resposta