28.4 C
São Paulo
quarta-feira, maio 8, 2024

Flor-Morcego: Descubra o segredo da Tacca chantrieri!

Neste artigo, vamos mergulhar no fascinante mundo da Flor-morcego, uma planta exótica e misteriosa também conhecida como Tacca chantrieri.

Seu nome científico pode parecer estranho à primeira vista, mas à medida que conhecemos mais sobre essa espécie, começamos a entender o porquê de sua denominação intrigante.

A Tacca chantrieri tem uma aparência única e deslumbrante, que se assemelha a uma flor de morcego em pleno voo. Vamos desvendar os segredos por trás dessa planta e descobrir como cultivá-la com sucesso.

Capa do artigo sobre a Flor-morcego
Nome popularFlor-morcego
Nome científicoTacca chantrieri
FamíliaDioscoreaceae
Tipo de plantaPlanta perene
TamanhoAté 60 cm de altura
IluminaçãoSombra parcial
SoloRico em matéria orgânica
pHLigeiramente ácido
Época de floraçãoPrimavera e verão
Cor das floresVariável (branco, preto, amarelo)
OrigemSudeste Asiático (Malásia e ilhas vizinhas)
ToxicidadeNão é considerada tóxica

Origem

A Tacca chantrieri é nativa de regiões tropicais do sudeste asiático, incluindo Tailândia, Malásia, sul da China, particularmente na província de Yunnan, bem como Camboja, Índia, Laos, Mianmar, Sri Lanka e Vietnã.

Características da planta

A planta é uma planta perene que pode crescer até 45-60 cm de altura, proporcionando um belo destaque em qualquer jardim.

Baso grande de flor-morcego
Fonte: The Plant Attraction

Essa planta perene pertence à família Dioscoreaceae e é apreciada por suas flores notáveis, que se assemelham a morcegos em voo, daí o nome popular “Flor-Morcego”. Suas folhas grandes e brilhantes também contribuem para sua aparência exótica e chamativa.

folha da flor-morcego
Fonte: Little Prince Plants

A planta é rara, mas pode ser encontrada em alguns centros de jardinagem e online.

Iluminação ideal

A Tacca chantrieri prospera melhor em locais com sombra parcial ou luz filtrada. Em seu ambiente nativo, ela cresce sob a copa das árvores, onde recebe uma quantidade moderada de luz solar. Portanto, em seu jardim, escolha um local que ofereça proteção contra a luz solar direta e que permita uma iluminação suave e difusa.

Uma área próxima a árvores ou paredes altas pode ser ideal para criar as condições de sombra adequadas para o cultivo dessa planta.

Irrigação e Umidade Adequadas

A Flor-morcego aprecia um ambiente úmido e bem drenado. Durante o período de crescimento, mantenha o solo sempre levemente úmido, mas evite encharcá-lo, pois o acúmulo de água nas raízes pode causar apodrecimento.

Pulverizar água nas folhas regularmente ajudará a criar um ambiente mais úmido ao redor da planta, imitando suas condições naturais. Lembre-se de que essa planta tropical não tolera secas prolongadas, portanto, monitore cuidadosamente a umidade do solo e ajuste a irrigação de acordo.

Solo ideal de cultivo

A Tacca chantrieri prefere um solo rico em matéria orgânica, bem drenado e ligeiramente ácido. Uma mistura de solo composta por partes iguais de turfa, húmus de minhoca e perlita proporcionará as condições ideais para o cultivo.

A adição de cascas de pinheiro ou casca de arroz carbonizada ajudará a manter o pH adequado do solo. Certifique-se de fornecer uma camada de cobertura morta para reter a umidade e fornecer nutrientes adicionais ao longo do tempo.

Local ideal para cultivo

A Tacca chantrieri é uma planta que se adapta bem ao cultivo em vasos ou em canteiros sombreados em seu jardim. Se optar pelo cultivo em vasos, escolha um recipiente com boa drenagem e tamanho suficiente para acomodar o crescimento das raízes. Seu jardim deve oferecer um ambiente protegido do vento e da luz solar direta.

Considere criar um local junto a outras plantas de sombra, como samambaias ou begônias, para criar um ambiente semelhante ao seu habitat natural.

Época de Floração e Poda

É uma planta conhecida por suas flores exóticas e intrigantes. A época de floração pode variar dependendo das condições de cultivo, mas geralmente ocorre na primavera e no verão.

As flores únicas e atraentes podem durar várias semanas, proporcionando um espetáculo incomparável. No que diz respeito à poda, geralmente não é necessária. No entanto, se houver folhas amareladas ou danificadas, é recomendável removê-las cuidadosamente para promover a saúde e a aparência da planta.

Cultivando em vasos

É viável cultivar flores-morcego pretas em recipientes. Se optar por cultivá-las dentro de casa, posicione-as próximo a uma janela que receba luz solar indireta. Elas também beneficiam-se de uma boa circulação de ar, ao invés de um ambiente de estufa dechado.

Certifique-se de não deixar a planta ficar com raízes muito grandes para fora do vaso, fique atento e replante em um recipiente maior, quando necessário. Fazer o replantio anualmente é uma boa prática.

Prefira um recipiente largo e raso para o cultivo. No verão, é possível colocar os recipientes ao ar livre, mas evite a exposição direta à luz solar.

Variedades Mais Comuns

Existem várias variedades da Tacca chantrieri, cada uma com características únicas. Entre as mais comuns estão:

a) Tacca chantrieri ‘Nivea’: Esta variedade possui flores brancas deslumbrantes, que contrastam lindamente com suas folhas verdes escuras.

b) Tacca chantrieri ‘Black Bat’: Conhecida por suas flores negras impressionantes, essa variedade é uma escolha popular para jardins que buscam um toque exótico e dramático.

Tacca chantrieri 'Black Beauty'
Fonte: Etsy

Os segredos por trás da Flor-Morcego

A Flor-morcego é uma planta que apresenta flores exóticas e incomuns, com brácteas que se assemelham a asas de morcego e bracteoles que parecem bigodes. A polinização dessa planta é um assunto que ainda gera muitas dúvidas e pesquisas, mas os estudos indicam que a Tacca chantrieri é uma planta predominantemente autopolinizada.

Flor-morcego vista em dealhe
Fonte: Let’s Grow Florida

A autopolinização ocorre quando o pólen de uma flor é transferido para o estigma da mesma flor ou de outra flor da mesma planta. Ela apresenta flores pequenas e escuras que se abrem em umbelas pendentes, e os bracteoles longos e finos que se assemelham a bigodes podem ser uma adaptação para atrair pequenos insetos, como mosquitos fêmeas do gênero Ceratopogonidae, que são atraídos pela cor escura das flores e pelo odor de carne podre que elas emitem.

Apesar de atrair esses insetos, a flor-morcego é capaz de se autopolinizar, o que significa que a planta não depende exclusivamente dos insetos para a produção de sementes. 

Em resumo, é uma planta predominantemente autopolinizada, mas pode atrair pequenos insetos, como mosquitos fêmeas do gênero Ceratopogonidae, que podem ajudar na transferência de pólen entre as flores.

Perguntas frequentes

A Tacca chantrieri é uma planta fácil de cultivar?

Cultivar a flor-morcego pode ser desafiador, pois requer condições específicas de luz, umidade e temperatura. No entanto, com os cuidados adequados, é possível obter sucesso no cultivo dessa planta.

A Tacca chantrieri precisa de luz solar direta?

Não, a planta prefere luz indireta ou sombra parcial. A exposição direta ao sol pode queimar suas folhas sensíveis.

Qual é a melhor época para fertilizar a Tacca chantrieri?

Durante o período de crescimento ativo, é recomendável utilizar fertilizantes orgânicos de liberação lenta para fornecer os nutrientes necessários à planta.

Posso cultivar a Tacca chantrieri em um clima frio?

A planta é sensível a temperaturas frias. Em climas mais frios, é aconselhável cultivá-la em vasos e movê-la para ambientes internos durante os meses mais frios.

A Tacca chantrieri é venenosa para animais de estimação?

Não há relatos de toxicidade para animais de estimação. No entanto, é sempre recomendável manter as plantas fora do alcance de animais curiosos para evitar possíveis problemas.

Conclusão

A Tacca chantrieri é uma planta exótica e curiosa que pode ser um desafio para cultivar, mas vale a pena o esforço.

Para cultivar a Tacca chantrieri, é necessário fornecer um ambiente quente e úmido com boa circulação de ar, solo leve, nutritivo e bem drenado e luz indireta. A planta precisa de rega moderada durante o crescimento e umidade complementada com bandejas de seixos, nebulização diária e/ou um umidificador.

A variedade mais comum é a “Black Bat”, que tem brácteas em forma de asas de morcego de cor púrpura escura. Ela floresce na primavera e no verão e não precisa de poda regular, mas as folhas antigas devem ser removidas à medida que morrem.

Gilberto
Gilbertohttps://pergunteaoagronomo.com.br/
Sou Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade Federal de Viçosa – UFV, possuo MBA em Agronegócios pela Esalq-USP. Tenho mais de 20 anos de experiência no cultivo de orquídeas e experiência internacional em hortaliças e frutiferas.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11,909FãsCurtir
2,306SeguidoresSeguir
1,098SeguidoresSeguir
21,400InscritosInscrever
- Anúncio -

Últimos Artigos

- Anúncio -