29.7 C
São Paulo
quinta-feira, maio 9, 2024

20 Opções de Árvore Bordo para Seu Jardim e Dicas de Cultivo

Você provavelmente já viu as elegantes folhas da Árvore Bordo em algum jardim ou programa de TV. Essa árvore ornamental, também conhecida como Bordo Japonês, é muito apreciada por seu porte elegante e folhagem delicada.

Porém, cultivar essas árvores tão admiradas não é tão simples quanto parece. Muita gente compra uma muda de Bordo cheia de esperanças, mas acaba vendo a plantinha murchar e morrer em pouco tempo.

Neste artigo, vou compartilhar tudo o que você precisa saber para conhecer a Árvore Bordo. Vamos lá?

Nome popularBordo, Bordo Japonês
Nome científicoAcer palmatum, Acer Japonicum e outras
FamíliaAceraceae
Tipo de plantaÁrvore
Tamanho6 a 10 metros de altura
IluminaçãoPlena, no mínimo 6 horas de sol
SoloFértil, rico em matéria orgânica e bem drenado
Rega2 a 3 vezes por semana no verão, 1 vez no inverno
pHLevemente ácido a neutro
Época de floraçãoAbril e maio
Cor das FloresAmarelas
OrigemJapão, China e Coréia
ToxicidadeNão tóxica

Origem

O Bordo é nativo do Japão, China e Coréia. Existem dezenas de variedades, sendo as mais comuns o Acer Palmatum e o Acer Japonicum.

Essas árvores foram introduzidas no ocidente no século 18 e hoje são cultivadas em todo o mundo. No Brasil, são muito utilizadas para arborização urbana e em jardins japoneses.

Bordo japonês com tronco retorcido
Fonte: Horticulture Magazine

Características da Árvore Bordo

O Bordo é uma árvore caducifólia nativa do Japão, China e Coréia, de porte pequeno a médio, podendo atingir de 6 a 10 metros de altura quando adulta.

Possui tronco liso e erecto, com ramificações ascendentes. Sua copa é arredondada e cheia.

tronco da árvore bordo
Fonte: Gardener’s Path

O Bordo japonês apresenta diversas variedades cultivadas, que diferem na coloração e formato das folhas. Algumas das mais populares são a Atropurpureum (folhas vermelho-escuro), Dissectum (folhas muito recortadas) e Aureum (folhas amarelo-douradas).

As folhas apresentam coloração que varia do verde-claro ao vermelho-arroxeado. São palmatilobadas (são aquelas que possuem vários lobos ou divisões que se projetam a partir de um ponto central, similarmente aos dedos de uma mão espalmada), com lobos que se projetam a partir de uma nervura central. Caem no outono/inverno e voltam a brotar na primavera.

folhas de bordo japonês
Fonte: The Spruce

Essa árvore floresce na primavera com pequenas flores amarelas, porém seu principal atrativo é a folhagem ornamental.

Iluminação ideal para a Árvore Bordo

O Bordo prefere luz solar plena, no mínimo 6 horas diárias. Deve ser plantado em local bem iluminado para que suas folhas desenvolvam as cores vibrantes características da espécie.

Árvore Bordo (Acer japonicum)
Fonte: Trees and Shrubs Online

Árvores cultivadas à sombra tendem a ficar com pouca folhagem, com folhas esverdeadas e pouca ramificação.

Como irrigar o Bordo japonês

A Árvore Bordo necessita de irrigação frequente, especialmente nos períodos mais quentes e secos. O ideal é regar de 2 a 3 vezes por semana no verão.

No inverno, com o solo mais úmido, você pode espaçar as regas para 1 vez na semana.

Aplique água em abundância no solo próximo ao tronco. Regue até que a água escoe pelos drenos do vaso ou canteiro. Essa boa irrigação é fundamental para o crescimento saudável.

Solo ideal para o cultivo

O Bordo desenvolve melhor em solos férteis, ricos em matéria orgânica e bem drenados. O pH deve estar entre levemente ácido a neutro.

Você pode preparar uma mistura à base de terra de jardim, compostagem e areia. Adicione também adubo NPK para fornecer os nutrientes necessários.

Não plante em solos encharcados, pois isso pode causar o apodrecimento das raízes.

Solo ideal para o cultivo de bordo japonês
Fonte: Gardeners World

Onde plantar a Árvore Bordo

A Árvore Bordo é muito versátil, podendo ser cultivada em vasos e jardineiras ou plantada direto no jardim.

Em vasos, escolha recipientes grandes, de pelo menos 40-50 cm de diâmetro e profundidade. O Bordo tem raízes pivotantes que exigem espaço.

árvore vordo em um vaso
Fonte: The Plant Collector

No jardim, deixe um espaçamento de pelo menos 2 metros entre mudas para que elas possam se desenvolver. Procure um local ensolarado e protegido de ventos para garantir o bem-estar da árvore.

Época de floração

A floração do Bordo japonês ocorre entre abril e maio, mas não é o seu maior atrativo. Produz cachos discretos de pequenas flores amarelas, sem grande efeito decorativo.

O interesse nessa árvore está mesmo nas folhas. Aproveite para admirar suas lindas cores e formas durante todo o ano.

A poda da Árvore Bordo

A poda não é obrigatória, mas pode ser feita para conter o tamanho da árvore ou estimular a ramificação quando jovem.

O ideal é podar no final do inverno, removendo galhos secos, cruzados ou muito próximos ao solo. Faça um corte rente ao tronco ou outra ramificação.

Jamais podar drasticamente o Bordo, já que isso estimula o crescimento desordenado. Prefira intervenções suaves para preservar o formato natural da árvore.

Curiosidade sobre o Bordo

Em épocas passadas, a lámina de cortiça das árvores de Bordo era usada no Japão para a impressão de documentos importantes e obras de arte. Essas láminas eram muito admiradas pela textura fina e delicada!

Outro curiosidade muito legal é saber que a bandeira do Canadá possui uma folha dessa planta nela.

bandeira do Canadá

Tipos de Acer palmatum

O bordo japonês, possui centenas de cultivares com características únicas. Confira abaixo descrições de algumas das variedades mais populares:

A. palmatum ‘Sango Kaku’

Árvore de porte médio que atinge de 5 a 6 metros de altura quando adulta. Seu tronco é reto, com casca lisa e brilhante em um tom cinza claro bastante característico. As folhas são palmatilobadas, com 7 a 9 lóbulos, e apresentam um verde-limão vibrante na primavera. No outono, adquirem coloração alaranjada, com tonalidades que variam do amarelo ao vermelho intenso. A copa é arredondada e cheia.

A. palmatum 'Sango Kaku'
Fonte: J. Parker’s

A. palmatum ‘Seiryu’

Variedade colunar, com copa piramidal e estreita. Chega até 2,5 metros de altura quando madura. As folhas são palmatilobadas, constituídas por 7 a 9 lóbulos afiados. São inicialmente de coloração azulada quando jovens, passando para verde médio conforme amadurecem. No outono, adquirem belíssimas tonalidades alaranjadas, vermelhas e púrpuras. O tronco é liso e acinzentado.

A. palmatum 'Seiryu'
Fonte: Darcy Daniels

A. palmatum ‘Dissectum’

Cultivar de porte médio com hábito pendente, podendo alcançar até 4 metros de extensão. Produz elegantes folhas muito recortadas e filamentosas, que lhe conferem um visual delicado. As folhas são profundamente lobadas, com 9 a 11 segmentos estreitos. Adquirem uma coloração vermelha intensa, contrastando com o tronco liso e esverdeado. Galhos longos e delgados.

A. palmatum 'Dissectum'
Fonte: Van den Berk Nurseries

A. palmatum ‘Tamukeyama’

Variedade anã e compacta, atingindo no máximo 1,5 metro de altura. Apresenta folhas palmatilobadas com 5 a 7 lóbulos, de tamanho pequeno. Quando jovens, podem ter um vermelho-escuro brilhante, especialmente quando expostas ao sol pleno. Com o amadurecimento, adquirem uma coloração púrpura mais intensa e escura.

A. palmatum 'Tamukeyama'
Fonte: Alan Cantell

A. palmatum ‘Sango Kaku Coral Bark’

Similar à Sango Kaku no formato e tamanho, chegando até 4 metros quando adulta. Difere pelo tronco com casca coral vibrante ainda mais intensa, especialmente no inverno. As folhas também são semelhantes, em verde-limão brilhante na primavera e alaranjadas no outono. A copa é ampla e arredondada..

A. palmatum 'Sango Kaku Coral Bark'
Fonte: Mendocino Maples Nursery

A. palmatum ‘Garnet’

Variedade anã de porte arredondado, alcançando no máximo 1,5 metro de altura por 2 metros de diâmetro. As folhas são palmatilobadas, pequenas, com 5 a 7 lóbulos. Quando expostas ao sol pleno, podem apresentar um vermelho-escarlate brilhante muito intenso e característico.

A. palmatum 'Garnet'
Fonte: Van den Berk Nurseries

A. palmatum ‘Waterfall’

Cultivar com porte pendente, apresentando longos galhos que parecem em cascata, frequentemente tocando o solo. As folhas, com 5 a 7 lóbulos, são esverdeadas com margens amareladas. No outono, adquirem um delicado entrevero de tons alaranjados e avermelhados.

A. palmatum 'Waterfall'
Fonte: Campbell’s Nursery

A. palmatum ‘Osakazuki’

Árvore de médio porte, podendo atingir 5 a 6 metros de altura quando madura. Produz grandes folhas palmatilobadas com 7 a 9 lóbulos profundos. São inicialmente em um tom laranja-vivo, passando para um vermelho-chama intenso e vistoso no outono.

A. palmatum 'Osakazuki'
Fonte: Matthew Taylor

A. palmatum ‘Aoyagi’

Variedade compacta com cerca de 2 metros de altura. Apresenta elegantes folhas palmatilobadas pequenas, com 5 a 7 segmentos. São verdes com bordos levemente amarelados, alaranjados e avermelhados, formando um belo contraste.

A. palmatum 'Aoyagi'
Fonte: Pinterest

A. palmatum ‘Orange Dream’

A Acer palmatum ‘Orange Dream’ é uma variedade de bordo japonês de porte médio, podendo alcançar em torno de 2 a 3 metros de altura quando madura.

Suas folhas possuem formato de leque, com 7 a 9 lóbulos profundamente recortados. Apresentam uma belíssima coloração amarela / alaranjada intensa, que pode variar de tons mais alaranjados a um laranja mais vibrante e vivo. As bordas das folhas têm uma pigmentação um pouco mais avermelhada.

Essa coloração laranja tão marcante das folhas é o grande destaque da variedade ‘Orange Dream’. Ela contrasta de forma primorosa com o tronco relativamente liso, de cor marrom clara.

‘Orange Dream’ é uma variedade indicada para o cultivo em jardins menores, por seu porte mediano. Também pode ser plantada em vasos e floreiras. Necessita de local com boa insolação para que as folhas desenvolvam toda a sua coloração.

É uma variedade elegante, ornamental e ideal para quem busca tons laranja intensos para compor o paisagismo com as cores vivas do bordo japonês.

A. palmatum 'Orange Dream'
Fonte: Conifer Kingdom

A. palmatum ‘Glowing Embers’

Exibe folhas médias e elegantes com 7 a 9 segmentos profundos. Apresentam uma ampla gama de tons alaranjados, amarelos, vermelhos e marrons, que mudam progressivamente conforme as estações do ano.

A. palmatum 'Glowing Embers'
Fonte: Bold Spring Nursery

A. palmatum ‘Viridis’

Variedade robusta, chegando até 6 metros de altura na maturidade. Produz grandes folhas palmatilobadas com 9 a 11 lóbulos. Podem atingir até 20 cm de comprimento. Apresentam coloração verde-clara brilhante o ano todo.

A. palmatum 'Viridis'
Fonte: Architectural Plants

A. palmatum ‘Orangeola’

Indicada para cultivo em vasos. Atinge no máximo 1,5 metro de altura. Produz folhas palmatilobadas de tamanho pequeno a médio, em um tom laranja muito vibrante, com bordas levemente avermelhadas.

A. palmatum 'Orangeola'
Fonte: Conifer Kingdom

A. palmatum ‘Twombly’s Red Sentinel’

Cultivar colunar que pode chegar até 2,5 metros de altura. Folhas palmatilobadas com 7 a 9 segmentos, vermelhas intensas quando jovens e depois arroxeadas quando maduras. Tronco liso acinzentado.

A. palmatum 'Twombly's Red Sentinel'
Fonte: Klyn Nurseries Inc.

A. palmatum ‘Red Dragon’

Variedade compacta, com aproximadamente 2 metros de altura. Suas elegantes folhas palmatilobadas são vermelho-escuras com 9 a 11 lóbulos profundos e pontiagudos, proporcionando grande efeito ornamental.

A. palmatum 'Red Dragon'
Fonte: PlantingTree

A. palmatum ‘Shishigashira’

‘Shishigashira’ é uma variedade compacta de bordo japonês, podendo atingir cerca de 4 metros de altura quando madura. Suas folhas são verdes, em formato de leque, com 7 a 9 lóbulos. O grande destaque são as pontas dos lóbulos, que são muito onduladas e retorcidas, conferindo à folhagem uma aparência peculiar de volume e textura. O porte é denso e arredondado. As folhas adquirem tonalidades amareladas no outono.

A. palmatum 'Shishigashira'
Fonte: Van den Berk Nurseries

A. palmatum ‘Butterfly’

‘Butterfly’ é uma variedade muito ornamental, que atinge aproximadamente 4 metros de altura. Suas folhas são variegadas, apresentando manchas e listras nas cores verde, branca e rosa. Essa combinação assemelha-se às asas de uma borboleta. As folhas têm 7 a 9 lóbulos. Quando expostas ao sol, as cores se tornam mais vibrantes. No outono, adquirem tons alaranjados.

A. palmatum 'Butterfly'
Fonte: Fast Growing Trees

A. palmatum ‘Peaches and Cream’

‘Peaches and Cream’ pode chegar até 3 metros de altura. Produz folhas elegantes com margens creme e centro verde-claro com nuances róseas. As folhas têm formato de leque com 7 a 9 lóbulos. Essa combinação de cores suaves proporciona um contraste delicado. A copa é ampla e arredondada. No outono, as folhas adquirem tons alaranjados.

A. palmatum 'Peaches and Cream'
Fonte: Conifer Kingdom

A. palmatum ‘Shindeshojo’

‘Shindeshojo’ é uma variedade que atinge cerca de 2,5 metros de altura. Suas folhas têm um tom púrpura-róseo quando jovens, com cerca de 7 a 9 lóbulos. Conforme amadurecem na primavera, passam para uma coloração verde com veios rosa. A coloração rosa é mais intensa quando exposta ao sol.

A. palmatum 'Shindeshojo'
Fonte: GardenTags

A. palmatum ‘Crimson Queen’

‘Crimson Queen’ é uma variedade pendente que alcança até 3 metros de extensão. Produz folhas com 7 a 9 lóbulos profundos que têm um vermelho-escarlate vivo e brilhante quando jovens, escurecendo um pouco com a maturidade. Ideal para cultivo em vasos. As folhas adquirem tons púrpura no outono.

A. palmatum 'Crimson Queen'
Fonte: MrMaple

Conclusão

A Árvore Bordo, com suas elegantes folhas palmatas, é uma ótima opção para jardins e áreas verdes. Porém, requer alguns cuidados importantes como boa insolação, irrigação frequente e solo fértil e drenado.

Com as dicas deste artigo, você tem todas as informações necessárias para cultivar o Bordo com sucesso e desfrutar da beleza dessa árvore tão especial!

Perguntas frequentes sobre o cultivo da Árvore Bordo:

1. Qual a melhor época para plantar a Árvore Bordo?

O melhor período para plantio é na primavera ou no início do verão, quando as temperaturas estão mais amenas e as chuvas mais regulares. Isso ajuda o Bordo a se estabelecer mais rapidamente.

2. A Árvore Bordo pode ser plantada em vasos?

Sim, o Bordo se adapta muito bem ao cultivo em vasos, desde que sejam recipientes grandes, com no mínimo 40-50cm de diâmetro e profundidade. Lembre de regar com frequência.

3. Quais adubos usar no Bordo?

Recomenda-se adubar a cada 2 meses com adubo NPK, alternando com adubos orgânicos como composto, torta de mamona ou farinha de osso. Isso fornece os nutrientes necessários.

4. Como sei se minha Árvore Bordo precisa de poda?

Sinais como crescimento desordenado, folhas pequenas e amareladas, ramos cruzados ou secos indicam a necessidade de uma poda de limpeza. Faça sempre no inverno.

5. Por que as folhas do meu Bordo japonês estão secando?

Folhas secas geralmente indicam problemas como excesso de sol, regas insuficientes ou solo compactado e mal drenado. Verifique essas condições para melhorar a saúde do Bordo.

6. Quanto cresce a Árvore Bordo?

Em condições ideias, o Bordo atinge de 6 a 10 metros quando adulto. O crescimento é relativamente lento, cerca de 30cm por ano quando jovem.

7. É possível multiplicar a Árvore Bordo?

Sim, a multiplicação pode ser feita por sementes, estacas semi-lenhosas ou enxertia. A melhor época para coleta de material é no final do inverno ou início da primavera.

8. Como evitar pragas e doenças no Bordo?

Mantenha o Bordo sempre bem nutrido e hidratado. Faça adubações periódicas e podas de limpeza. Isso fortalece a árvore contra problemas fitossanitários.

9. A Árvore Bordo perde as folhas no inverno?

Sim, o Bordo japonês é uma árvore caducifólia, ou seja, suas folhas caem no outono/inverno, entrando em repouso vegetativo. Isso é normal para a espécie. As novas folhinhas brotam na primavera.

10. Qual a vida útil da Árvore Bordo?

Em condições adequadas, a expectativa de vida da Árvore Bordo é de aproximadamente 60 anos. Alcançada a maturidade, tende a crescer mais lentamente.

11. O Bordo Japonês aguenta sol pleno o dia todo?

Sim, desde que seja plantado em local com boa irrigação. O Bordo precisa de pelo menos 6 horas de sol por dia para se desenvolver bem. Sol pleno o dia todo não é problema se a rega for abundante.

12. Pode plantar Árvore Bordo em vaso pequeno?

Não é recomendado. O Bordo tem raízes pivotantes que exigem espaço para crescer. O vaso deve ter no mínimo 40-50 cm de diâmetro e profundidade. Vasos menores restringem o desenvolvimento da árvore.

A menos que queira fazer um bonsai, não recoemndo um vaso pequeno.

13. É recomendado podar o Bordo todo ano?

Não. A poda não é obrigatória na Árvore Bordo. Deve ser feita apenas para remover galhos secos, doentes ou mal posicionados. Uma poda anual severa pode prejudicar o desenvolvimento da árvore.

14. Como cultivar Bordo a partir de semente?

Plantar as sementes em recipiente com substrato fértil e úmido. Cobrir levemente e manter em local semi-sombreado. A germinação ocorre entre 15-60 dias. Transplantar as mudas quando atingirem 10-15 cm.

15. Geada ou frio intenso danifica a Árvore Bordo?

Sim, geadas e frios abaixo de -5°C podem causar danos às folhas e gemas do Bordo. A espécie prefere clima ameno, sem oscilações bruscas de temperatura. Deve ser plantada em regiões com invernos brandos.

16. Por que as folhas do meu Bordo estão amarelando?

Amarelecimento das folhas geralmente indica falta de nutrientes, excesso de rega ou pragas/doenças. Verifique adubação, irrigação e examine se há insetos ou fungos. Corrija essas condições para restabelecer a saúde.

17. Existe tratamento caso o Bordo fique com pragas/doenças?

Sim. O tratamento é feito com fungicidas ou inseticidas específicos para cada praga/doença.

18. Bordo Japonês pode ser cultivado em apartamento?

Sim, desde que em vasos grandes, com boa iluminação solar e regas frequentes. Deve ser mantido próximo a uma janela ou varanda. Algumas variedades de Bordo se adaptam bem ao cultivo em apartamentos.

Gilberto
Gilbertohttps://pergunteaoagronomo.com.br/
Sou Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade Federal de Viçosa – UFV, possuo MBA em Agronegócios pela Esalq-USP. Tenho mais de 20 anos de experiência no cultivo de orquídeas e experiência internacional em hortaliças e frutiferas.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11,909FãsCurtir
2,306SeguidoresSeguir
1,098SeguidoresSeguir
21,400InscritosInscrever
- Anúncio -

Últimos Artigos

- Anúncio -