Como cultivar orquídea Vanda: Tudo o que você precisa saber

Como cultivar orquídea Vanda: Tudo o que você precisa saber
5 (100%) 3 vote[s]

Quando falamos sobre orquídeas é quase impossível não lembrar da orquídea Vanda.

As pessoas são doidas para ter essa planta, mas por medo de não saber cultivá-las e por serem plantas geralmente um pouco caras acabam não adquirindo.

Algumas dúvidas como:

  • Como plantar Vandas
  • Orquídea Vanda com raízes secas
  • Como fazer mudas de Vandas
  • Orquídea Vanda perdendo folhas

Serão esclarecidas neste artigo, por isso já guarda esse artigo nos favoritos e compartilha com seus amigos para você ficar ligado comigo e não perder onde está esse artigo! 😉

Como cultivar orquídea Vanda: Tudo o que você precisa saber

Qual a origem da orquídea Vanda?

Para começar esse artigo, eu gostaria de contar um pouco sobre a origem da orquídea Vanda e de onde surgiu esse nome, que por sinal parece mais como o nome de alguma brasileira.

Sei que essa parte pode não interessar muita gente, mas é legal a gente conhecer um pouco da história por trás delas.

O nome Vanda é uma derivação do sânscrito, uma língua ancestral do Nepal e da Índia, essa derivação a primeiro momento se referia a orquídea Vanda tessellata.

Vanda tesselata
Vanda tessellata

A orquídea Vanda pode ser encontrada na natureza da Ásia tropical, da Índia, Indochina, Nova Guiné, Austrália e das Filipinas até Taiwan.

Confusões

Taxonomicamente Vanda é um gênero que possui muitas espécies que foram e ainda são tratadas como gêneros separados.

A orquídea Vanda sanderiana, por exemplo que também é conhecida como Euanthe sanderiana, embora agora seja conhecida como Papilionanthe e também a Vanda teres atualmente conhecida como Papilionanthe teres.

Características da orquídea Vanda

As Vandas são orquídeas monopodiais, isso quer dizer que ela cresce para cima, bem como as Phalaenopsis.

Elas geralmente florescem uma vez ao ano, porém se ela sofrer hibridação (mistura com outra espécie) com um Ascocentrum conseguirão florir várias vezes durante o ano.

As folhas das Vandas possuem direções opostas, como se fosse um espelho. Sendo assim, forma-se uma folha de um lado, outra folha do outro lado e na mesma posição.

A disposição e curvatura das folhas faz com que a água seja direcionada para o caule principal da planta, e consequentemente para as raízes ao final da planta.

As flores geralmente duram muito tempo e algumas são bem perfumadas.

A característica mais marcante da orquídea Vanda são suas raízes.

São extremamente desenvolvidas para absorverem água e nutrientes do ambiente.

Sendo assim, raízes saudáveis significam uma planta saudável.

Raízes da Vanda

As raízes da orquídea Vanda merecem uma atenção especial.

Isso porque quem conhece essa orquídea sabe que as raízes são extremamente desenvolvidas e importantes para elas.

Sendo assim, essas raízes não se contentam em ficarem dentro de um vaso ou restritas há apenas um local.

Apesar de no começo se desenvolverem dentro de um vaso é simplesmente pelo fato de ter um apoio.

Conforme a planta consegue se apoiar, suas raízes começam a se desenvolver livremente podendo chegar a mais de 1,5 metros.

Geralmente são raízes com alta camada de “tecido morto” esbranquiçado, dando aspecto de raízes secas.

raiz da orquidea vanda
Raiz da Vanda

Esse tecido morto se chama velame e quando as raízes estão secas são brancos, no entanto torna-se verde em presença de água.

A função desse tecido é absorver umidade como uma esponja, proteger contra a perda de água e do sol em excesso.

Curiosidade

A raiz da orquídea Vanda quando hidratada torna-se verde, além disso aparecem pontuações esbranquiçadas em toda a sua superfície radicular.

Essas pontuações são as responsáveis por absorver umidade e dissolver nutrientes, portanto não se preocupe.

poros raizes orquidea Vanda

Como cultivar orquídea Vanda

Bom, agora que você já conhece um pouquinho melhor sobre essa orquídea, que tal aprender como cuidar de uma orquídea Vanda?

Você verá que não é tarefa tão complicada quanto parece, mas precisa ter atenção em vários aspectos.

Qual substrato usar para orquídea Vanda?

Para começar a te ensinar a cuidar da orquídea Vanda já escolhi um assunto polêmico.

Isso porque algumas pessoas acreditam que essa orquídea não precisa de substrato, outras pessoas acreditam que sim, ela precisa.

A verdade é… Isso não é importante. As duas opiniões estão CERTAS.

Sam e Dean surpresa gif

Então, o que vai definir se vou utilizar substrato ou não?

Simples, seu tempo.

Você está disposto a irrigar sua planta todos os dias?

Se a resposta for positiva, não é necessário utilizar substratos em seu cultivo.

Acho que você já entendeu a ideia, né? O substrato servirá apenas para armazenar água quando a planta precisar.

Não sei se você já viu um orquidário de cultivo de Vanda da Tailândia, mas as plantas de lá não são cultivadas em substratos.

orquídea Vanda tailandia
Fonte: Imcar

Isso porque lá chove com muita frequência e por ser um local baixo, constantemente sofre alagamentos.

Além disso, se a planta estivesse em um vaso com substrato, as chuvas constantes fariam com que esse ficasse úmido todo o tempo o que acabaria prejudicando as raízes, até mesmo fazendo-as apodrecerem.

Deste modo, muitos orquidários utilizam esse alagamento para fazer canais de água dentro do próprio orquidário, para aproveitar a água da chuva e deixar o ambiente mais úmido.

Com isso, eles economizam água de irrigação, economizam na não necessidade de usar substratos e também no trabalho para exportar o produto, basta pegar a planta e colocar dentro da caixa de transporte)

O cultivo da orquídea Vanda, por esses fatores é muito barato lá.

Então para deixar claro, utilize substrato apenas se não for irrigar sua Vanda todos os dias, com isso a planta poderá absorver água desse substrato.

De qualquer forma, as duas formas de cultivo com ou sem substrato estão corretas.

Mas eu quero usar substrato, qual eu utilizo?

Faça uma mistura de casca de pinus, pedacinhos de carvão vegetal e esfagno.

Com isso você obterá a mistura “perfeita” para suas orquídeas.

Coloque mais casca de pinus do que os outros materiais, mas não há uma quantidade certa deles então fique a vontade para experimentar.

Alternativas de substratos para plantar Vanda:

  • Casca de pinus + coxim de coco + carvão vegetal
  • Casca de macadâmia + esfagno + carvão vegetal
  • Casca de pinus + coxim de coco

Sempre tentem ter um elemento que retenha um pouco mais de umidade, no caso esfagno ou coxim de coco.

Qual vaso usar para cultivar a orquídea Vanda?

Bom, se você está com tempo para irrigar todos os dias, eu aconselharia a forma tradicional, aquele vaso de plástico pequeno, todo furado.

vaso orquídea Vanda
Vaso tradicional

Mas você pode plantar em vasos de barro, cachepô de madeira, vasos de plástico, cestinhas de plástico (aquelas de lixo, sabe?). Têm uma variedade enorme de vasos para utilizar.

Porém, todos os vasos devem obrigatoriamente ter muitos furos e furos grandes para que as raízes passem. Essa é a única exigência.

Se o seu desejo for utilizar substrato, usar o vaso pequeno não é uma boa ideia, pois não caberá quase nada dentro dele.

Por outro lado se for utilizar outro vaso, nunca retire a orquídea do vaso pequeno de plástico.

Muito provavelmente o vaso de plástico pequeno que a orquídea Vanda está já estará cheio de raízes em sua volta. Tentar retira-lo só fará mal a planta, sendo assim coloque a orquídea junto com o vaso dentro do novo local.

No vídeo sobre como plantar uma Vanda eu explico melhor sobre isso.

Como irrigar a orquídea Vanda?

Acho que eu já comentei a principal parte nessa questão.

Têm substrato, não irrigue todos os dias.

Se não tiver substrato, irrigue todos os dias e de preferência uma vez de manhã e outra no final da tarde.

Além disso, não importa se for com mangueira, borrifador, mergulhando as raízes em um balde de água, o importante é molhar as raízes até que elas mudem de coloração e fiquem verdes.

raizes da orquídea Vanda

Iluminação para a orquídea Vanda

Essa orquídea necessita de muita iluminação, mas geralmente não se desenvolve bem sob sol direto.

Eu já vi a orquídea Vanda crescendo em sol direto, mas a planta não se desenvolve bem, fica menor, com as folhas mais claras e dependendo do local a própria planta começa a crescer em direção contrária ao sol/calor.

Geralmente quando a Vanda é colocada em sol direto logo de cara, suas folhas queimam, por isso não faça isso.

Adubação na orquídea Vanda

Quem me acompanha sabe que eu indico apenas um adubo e já fiz um artigo completo sobre ele e os nutrientes que as plantas precisam: Adubo para orquídeas: Conheça o melhor.

Portanto, não vou me alongar muito nesse tópico.

Recomendo fortemente que vejam o artigo completo sobre o adubo que eu confio e indico no link acima. 😉

Não há muito o que dizer, com esse adubo você não precisará se preocupar com absolutamente nada mais.

Foi criado através de pesquisa dentro da Universidade Federal de Viçosa e o pesquisador é uma pessoa altamente qualificada.

O nome do adubo é B&G orquídeas e possui uma única formulação para floração, manutenção, enraizamento. É um adubo completo para orquídeas.

Creio que este foi o último assunto sobre como cuidar da orquídea Vanda. Com isso você será capaz de cultivá-la sem nenhum problema.

Mas ainda há coisas importantes a serem ditas, portando continue a leitura para aprender um pouquinho mais!

Como fazer mudas da orquídea Vanda

A Vanda é uma planta monopodial e cresce através de um único caule, e ela dificilmente dá keikes (mudinhas que surgem dela), então como será que podemos fazer mudas?

gif pensando

Apenas recomendo fazer isso se você estiver realmente com vontade de ter outra muda, porque isso pode matar sua planta, portanto tenha cuidado.

A orquídea Vanda pode emitir raízes em quase toda extensão do caule, por isso podemos utilizar esse método.

orquídea Vanda grande
Orquídea Vanda com raízes em vários locais

A planta para fazermos a muda deve ter raízes ao final e algumas raízes mais acima, na parte de cima do caule.

Sendo assim, ao encontrar um orquídea Vanda com tais características você pode cortar o caule principal, deixando parte do caule com algumas raízes na parte de baixo e algumas raízes na parte de cima.

O número mínimo de raízes em cada parte deve ser de 4 raízes bem formadas.

Veja na imagem abaixo um exemplo de onde cortar para fazer mudas de Vanda:

local do corte da Vanda
Local do corte para fazer mudas de Vandas

Observe que acima e abaixo da linha do corte há várias raízes.

Após o corte, passe canela em pó nos cortes e não descuide da irrigação. Depois de um tempo, esse é o resultado da parte de baixo da sua orquídea Vanda:

muda de Vanda

Esse método pode dar errado? Pode, por isso eu não aconselho fazer isso se apenas tiver uma planta, ou se tiver uma planta muito cara.

Keikes

Das Vandas podem surgir keikes (mudinhas que nascem da lateral da planta), porém não há um método certo para fazê-los crescerem.

Mas se por um acaso sua planta estiver com um, apenas o descole da planta mãe quando esses tiverem pelo menos 3-4 raízes.

Orquídea Vanda perdendo folhas

Algumas pessoas que possuem essa orquídea se assustam quando as folhas das Vandas começam a cair.

Esse é um problema muito comum e felizmente o motivo principal é bem simples.

Se você está tendo esse problema saiba que de forma geral isso ocorre devido a falta de água/umidade.

As folhas são estruturas que podem perder água para o ambiente, isso porque em dias muito quentes, ou se a planta não é irrigada há muito tempo, mesmo com todas as proteções contra a perda de água que as folhas possuem elas não conseguem segura-lá por muito tempo.

Então, a água que antes estava dentro da planta vai para o ambiente externo.

Consequentemente a planta começa a agravar ainda mais a falta de água.

Para evitar que isso ocorra, a orquídea de forma muito inteligente começa a eliminar algumas das suas próprias folhas para diminuir essa perda.

Assim, resolva esse problema irrigando mais vezes e também colocando a orquídea Vanda em um ambiente mais fresco.

Como plantar orquídea Vanda

Muita gente pode se perguntar como poderá plantar essa orquídea se não usar substratos.

Mas é muito mais simples do que você imagina.

Se você não for utilizar substrato você vai precisar apenas de um arame (tente conseguir um arame revestido, para evitar machucar a planta), de um vaso, de um amarrilho de pão e da orquídea. Só isso.

Primeiramente prenda o arame no vaso de plástico.

Como cultivar orquídea Vanda: Tudo o que você precisa saber

Essa é uma das ideias para se prender o arame no vaso, não é o único meio. Sendo assim, você pode utilizar a sua imaginação para prender o arame no vaso.

Depois molhe todas as raízes da planta para deixá-las mais maleáveis e prenda a orquídea no arame, ajeite as raízes dentro do vaso e pronto.

Diferente do que está na foto, de preferência aos arames revestidos.

Como cultivar orquídea Vanda: Tudo o que você precisa saber

Faça o básico que você se sairá sempre bem! 😉

Agora para utilizar substrato o plantio muda um pouquinho.

Veja no vídeo abaixo como proceder:

Orquídea Vanda azul (Fotos)

Eu não poderia finalizar esse artigo sem falar um pouco dessas famosas espécies de orquídea.

Muita gente se apaixona só de ver essa flor e garanto que você também irá.

Ao contrário da Phalaenopsis azul, que são criadas artificialmente com corantes específicos, a Vanda azul (coerulea) existe.

Ok, eu sei que a cor pode lembrar o roxo e algumas pessoas podem dizer que é roxo, mas ela é conhecida por ser azul.

Há várias espécies de orquídeas azuis, veja fotos de algumas Vandas azuis.

Vanda Pak Chong Blue

Vanda Pak chong Blue ‘Devera’

Vanda Pak chong Blue 'Devera'
Foto: Eric Hunt

Vanda Pachara Delight

Conclusão

Através desse artigo você aprendeu tudo que precisava saber para cuidar de uma orquídea Vanda.

Você aprendeu a origem dessa orquídea, suas principais características (direção de crescimento, as especificidades das raízes da Vanda e sobre as folhas), o vaso que deve ser utilizado e também o substrato a ser utilizado.

Além disso, você viu como a irrigação é importante para esse tipo de planta e como ela afeta na queda das folhas da orquídea Vanda.

Tudo isso somado ao tutorial de como plantar a Vanda fará com que não tenha mais problemas em cultivar nenhuma orquídea dessa espécie.

Comentários

Deixe uma resposta