ADUBO PARA ORQUÍDEAS: CONHEÇA O MELHOR

Pontuação dos leitores
[Total: 5 Média: 5]

Muitas pessoas me perguntam qual é o melhor adubo para orquídeas.

E antes de entrar no assunto, quero te mostrar alguns resultados reais do adubo que recomendarei:

  • Após 2 semanas aplicando o adubo para orquídeas:
Raizes - Adubo para orquídeas
  • Após 2 meses aplicando o adubo para orquídeas:
Raizes - Adubo para orquídeas
  • Após 4 meses aplicando o adubo para orquídeas:
Raizes - Adubo para orquídeas 2

Vários fatores influenciam minha resposta, mas primeiro darei uma breve introdução a respeito de nutrição de plantas, com uma visão mais agronômica da área, para que entenda melhor a minha indicação.

As plantas precisam de nutrientes assim como nós precisamos de vitaminas e minerais.

Se falta Fe (ferro) em nosso organismo, o transporte de oxigênio dentro do nosso corpo ficará prejudicado. Se falta Ca (cálcio), poderemos ter fraqueza nos ossos, etc.

As plantas precisam de vários nutrientes para crescer de forma saudável. Ao todo são 17 elementos essenciais, na falta de um deles a planta não consegue completar seu ciclo de vida.

São eles: Carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O), nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg), enxofre (S), boro (B), cloro (Cl), cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo), zinco (Zn) e níquel (Ni).

O carbono, hidrogênio e o oxigênio são fornecidos pelo ambiente, por isso não são necessários nos adubos.

Lei da nutrição de plantas (Lei do Mínimo)

Alguns elementos são exigidos em quantidades maiores que outros, porém isso não significa que sejam mais importantes. Para que entenda melhor,  apresento a “Lei do Mínimo“.

Essa lei diz que se algum desses elementos essenciais não estiver disponível em quantidade suficiente na planta, o crescimento dela será limitado, independente da presença dos demais em quantidades adequadas.

Portanto, o crescimento da planta será determinado pelo nutriente que estiver em menor quantidade.

Veja a representação dessa lei:

lei do mínimo fertilizantes
Fonte: Boas Práticas Agronômicas

Representação da Lei do Mínimo: Ebah

Pela imagem acima, vemos que o P (fósforo) é o nutriente que está em menor quantidade, é o nutriente limitante, apesar dos outros apresentarem quantidades maiores.

Fazendo um paralelo, o barril só poderá ser enchido de água até onde o fósforo limita. O mesmo acontece com o desenvolvimento da planta: ela só crescerá até o ponto máximo de fósforo.

Como eu disse anteriormente, cada elemento é necessário em quantidades diferentes. Pela imagem você pode achar que Ca, Mo, B, Cu e outros possuem quantidades iguais, mas não é isso que ocorre.

O topo representa a quantidade ideal de cada um deles, que será diferente porque as necessidades desses elementos são variadas. Por exemplo, a quantidade ideal de Ca pode ser 1 g, enquanto do B será 0,05 g e Mo 0,02 g.

É muito importante saber a quantidade necessária de cada nutriente nas orquídeas para que possam crescer mais rápido e mais vigorosas.

Por esse motivo, o adubo para orquídeas que possui apenas o NPK (nitrogênio, fósforo e potássio) não é suficiente para alimentar a planta.

Vídeo explicativo:

O que observar no adubo para orquídeas?

Apesar de conhecer vários adubos, cada um deles tem seus pontos fortes e fracos.

Uma coisa quase todos têm em comum: ninguém sabe a origem, como foi o processo de fabricação, quem os criou, etc.

Isso é extremamente importante porque qualquer um pode misturar as fontes de nutrientes sem utilizar nenhum embasamento técnico, sem saber as reais necessidades das orquídeas e sem saber muita coisa sobre essas plantas.

Quem nunca viu as embalagens recomendarem uma aplicação foliar como sendo a forma mais eficiente de absorção pela planta? No entanto, quem tem conhecimento de verdade sabe que a aplicação deve ser feita via radicular.

Muito provavelmente essas marcas de adubos para orquídeas não fizeram um estudo adequado delas.

plantas com e sem adubo para orquídeas
Imagem: AOS

Isso é muito preocupante, pois adubos químicos são muito mais perigosos que os adubos orgânicos, um simples erro de aplicação pode resultar na morte de sua planta, em poucos dias!

E o perigo não termina por aí, é comum também a confusão acerca dos adubos de manutenção, floração e enraizamento.

Geralmente, o vendedor da floricultura não conhece muito sobre orquídeas, tampouco um cultivador iniciante, então, possivelmente, te darão as informações erradas sobre qual adubo para orquídeas utilizar.

Dúvida ao comprar adubo para orquídeas

As principais dúvidas das pessoas sobre adubos são: Qual deles comprar? Quando utilizá-los? Pode misturar várias formulações? E se minha planta não tiver raiz? Adubo de floração faz a planta florir?

Os adubos de floração devem ser utilizados mais ou menos 3 meses antes da planta florir, porém, é muito complicado acertarmos essa aplicação quando se tem muitas plantas, por exemplo.

Além disso, orquídeas podem florir em épocas diferentes da habitual, dependendo do cultivo e do clima daquele ano.

Levando tudo isso em consideração, em minha análise, o melhor adubo para orquídeas é o da marca B&G flores.

ADUBO PARA ORQUÍDEAS: CONHEÇA O MELHOR

Fonte: B&G Flores

O adubo para orquídeas da marca B&G foi desenvolvido e testado por pesquisadores e engenheiros agrônomos com amplo conhecimento em nutrição de plantas, na Universidade Federal de Viçosa, uma das melhores universidades do país.

Conheça o principal desenvolvedor

O principal desenvolvedor é o professor Victor Hugo Alvarez Venegas, que possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Central do Equador, Especialização em Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas pela Oficina de Pesquisas Científicas e Técnicas de Ultramar e pelo Instituto de Pesquisas de Óleos e Oleaginosas. Especialização em Estatística Experimental pelo Instituto Superior de Estatística da Universidade de Paris e Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa e Doutorado em Ciências, Especialidade: Solos – Colegio de Postgraduados.

Entre os diversos prêmios conquistados por ele, destaca-se o IPNI (International Plant Nutrition Institute) Brasil de pesquisador sênior , em 2014.

Esse prêmio reconhece e homenageia os profissionais que realizam trabalhos de excelência nas áreas de Nutrição de Plantas, Fertilidade do Solo e Fertilizantes. Para maiores informações sobre o professor Victor Hugo, clique aqui.

Fertilizante-B&G

Fonte: IPNI

Assim, percebe-se que o adubo para orquídeas B&G destaca-se dos outros encontrados no mercado por ser fruto de uma equipe competente e reconhecida.

Processo de fabricação

Segundo documento de patente do produto:

O objetivo da invenção foi criar um fertilizante que contenha todos os elementos essenciais às plantas, os macronutrientes (N, P, S, K, Ca e Mg) e os micronutrientes (Fe, Zn, Cu, Mn, Cl, B e Mo), em concentrações equilibradas para o bom desenvolvimento e crescimento das plantas e para a produção de flores de orquídeas.

Os fertilizantes disponibilizados atualmente no mercado contêm pouca ou nenhuma quantidade de cálcio e nisto se diferencia a presente invenção, pois possui elevado teor de cálcio, o que propicia um desenvolvimento diferenciado nas plantas, permitindo antecipação da floração e a produção de flores maiores e mais vistosas. O cálcio que estabiliza a estrutura das membranas e das paredes celulares evita que na adubação sejam solubilizados compostos dos materiais do substrato.

adubo para orquídeas

Além disso, os nutrientes estão em concentrações equilibradas na medida das necessidades das orquídeas, o que não ocorre com os demais fertilizantes existentes no mercado.

Durante nove anos foram testadas diferentes misturas de fertilizantes e reagentes químicos até se obter um fertilizante sólido, hidrossolúvel, que contem 13 nutrientes, em concentrações equilibradas, que usado na forma e quantidades recomendadas, junto a outros fatores de produção em condições adequadas, acelera o desenvolvimento e crescimento vegetativo (antecipa a floração) e propicia a produção de belas flores, grandes, bem formadas, mais coloridas, e com maior durabilidade. O uso deste fertilizante foi testado no cultivo dos principais gêneros de orquídeas (Cattleya, Laelia, Epidendrum, Dendrobium, Phalaenopsis, Catasetum, Cymbidium, Cypripedium, Cyrtopodium, Oncidium, Potinara), bem como em muitos híbridos comerciais cultivados no Brasil (Brassocattleya, Laeliocattleya, Brassolaeliocattleya, Sophrolaeliocattleya, Potinaralaeliocattleya, Phalaenopsis, Dendrobium, Oncidium, Cymbidium).

Fonte: Escavador

Uma única formulação

Por considerar as diferentes fases de desenvolvimento, esse adubo para orquídeas não tem formulações diferentes para floração e manutenção, o que facilita o trabalho de todos.

Este fertilizante multinutriente hidrossolúvel contém todos os elementos essenciais às plantas (exceto Ni, que pode ser absorvido pelas plantas de outra forma), em concentrações equilibradas para a nutrição da maioria de gêneros de orquídeas e de híbridos comerciais cultivados no Brasil. Usado nas doses recomendadas, forma solução de fácil aplicação nos substratos de cultivo. A utilização do fertilizante, junto com outros fatores de produção em condições adequadas de luminosidade, temperatura, irrigação, manejo e controle de pragas e doenças, acelera o desenvolvimento e crescimento vegetativo, antecipa a floração e produz 20 belas flores, grandes, bem formadas, mais coloridas e com maior durabilidade.

Fonte: Escavador

Conclusão

Com tudo isso explicado fica fácil entender a escolha do adubo para orquídeas B&G.

É o único no mercado com estudos do mais alto nível científico, com pessoas especialistas no assunto, além de passar por anos de testes.

Seu uso constante proporcionará às suas plantas uma alimentação equilibrada e completa, e em pouco tempo notará a diferença, principalmente devido a maior concentração de cálcio em comparação a outros adubos.

O adubo B&G Orquídeas deve ser aplicado semanalmente, diferente dos outros que geralmente são a cada 15 dias.

Apenas 5 mL (uma tampinha) do produto deve ser misturado em 1 litro de água.

É necessário que se aplique 25 ml da solução preparada em cada planta o que dá um total de 40 plantas a cada 5 mL do produto.

Quer saber um pouco mais sobre esse produto? Aperte o play!

Compre esse adubo

A loja do Pergunte ao Agrônomo possui esse excelente adubo

Você gostaria de cultivar orquídeas, mas não tem muito conhecimento? Então não deixe esta oportunidade passar. Baixe agora nosso e-book gratuito sobre cultivo das Phalaenopsis. Clique aqui para saber mais informações

Comentários

6 comentários em “ADUBO PARA ORQUÍDEAS: CONHEÇA O MELHOR

  • 07/10/2017 em 12:56 PM
    Permalink

    Queria saber valor do adubo e se tem representante em Maringa gosto muito do seus vidios continue a nos ensinar parabéns meu Nome é Maria Lucia

    Resposta
    • 09/10/2017 em 8:20 AM
      Permalink

      Olá Maria Lucia, não temos representante em Maringá, mas o produto pode ser enviado pelos correios. Atualmente ele te preços variados e depende do tamanho. Atualmente temos apenas o pequeno, mas em breve teremos o de 1 litro.
      Pode ser encontrado em nossa loja virtual: http://loja.pergunteaoagronomo.com.br

      Resposta
  • 08/03/2018 em 8:12 PM
    Permalink

    Boa noite! Minhas orquídeas sempre aparece com as folhas roídas. O que eu coloco?
    Tenho umas que as raízes secaram . Estão quase sem raiz. Obrigada que fazer para recuperar? Comprei o enraizador Fort.

    Resposta
    • 14/03/2018 em 11:24 AM
      Permalink

      Bom dia, não dá pra saber o que roeu sua planta assim. Pode ser lesma, inseto, não sei do que está falando. Então não tem como eu dizer o que você precisa colocar. Algumas raízes das orquídeas secarem é normal, o importante é elas estarem funcionais ainda.
      Veja algumas dicas para as raízes mortas aqui: https://youtu.be/_tmE6c2fpUI

      Resposta
  • 03/03/2019 em 11:58 AM
    Permalink

    Gostaria de saber se tem alguma loja em Varzea Grande ou Cuiabá que vende esses produtos

    Resposta
    • 04/03/2019 em 12:16 AM
      Permalink

      Infelizmente não.

      Resposta

Deixe uma resposta