Como fazer mudas de rosa do deserto em 5 passos

Pontuação dos leitores
[Total: 1 Média: 5]

Se você têm dúvidas em como fazer mudas de rosa do deserto, esse artigo será obrigatório para você.

Podar rosa do deserto é um trato cultural essencial para que a planta engrosse seu caudex (como é chamado o caule da planta), forme  uma copa mais vistosa, tenha uma forma melhor entre outras vantagens.

Porém, você sabia que pode reaproveitar os galhos da poda para formar mudas de rosa do deserto?

rosa do deserto antes podar

Siga as dicas abaixo e aprenda como fazer:

Passo 1

Primeiramente, pegue os galhos da poda, passe canela em pó na parte cortada e reserve-os por 2 a 3 dias. Isso fará com que o galho perca um pouco de umidade.

galho rosa do deserto

Esse passo será importante para que a planta consiga absorver água de forma rápida ao ser plantada.

Passo 2

Passados os 2-3 dias, retire todas as folhas do galho e corte sua gema apical. Não precisa ter dó! 😉

estaca rosa do deserto

A retirada das folhas faz com que o galho da rosa do deserto não gaste água e nutrientes para mantê-las hidratadas, fazendo com que ele direcione toda a energia para a fabricação de novas raízes da muda de rosa do deserto.

A gema apical deve ser retirada pelo mesmo motivo, para que o galho não desperdice seiva com o crescimento da gema.

corte ápice

Passo bônus – Otimização do enraizamento

Para ter um melhor resultado no enraizamento das estacas, você pode utilizar um enraizador.

Assim, basta deixar as estacas no enraizador por 5 min. Uma sugestão é usar o Forth enraizador.

Após a utilização do enraizador, passe canela em pó nas partes cortadas para ajudar na cicatrização.

A canela em pó possui ação fungicida e bactericida.

Passo 4

O próximo passo é escolher um recipiente (vaso) e colocar o substrato de sua escolha, desde que seja fértil e bem drenante, não deixando com que a terra fique pastosa nem compactada.

Há substratos próprios para rosa do deserto no mercado.

Entretanto, fuja do chamado húmus de minhoca, ele pode conter ovos de minhoca e com o tempo os ovos podem eclodir e virar minhocas.

A minhoca começará a transformar a matéria orgânica do vaso em algo mais pastoso, prejudicando o crescimento das raízes.

Contudo, se desejar fazer seu próprio substrato, siga a receita abaixo.

Misture uma medida de terra de boa qualidade (terra vegetal, terra adubada) com a mesma medida de carvão triturado de 2 a 3 cm (no lugar do carvão você pode utilizar palha de arroz carbonizado) e uma medida de casca de pínus triturada, com tamanho de 2 a 3 cm.

Afunde as estacas de rosa do deserto de 4 a 5 cm no substrato.

estaca plantada

Passo 5 – Cuidados gerais

Coloque o vaso com a estaca e ambiente de meia sombra, ou seja, sol apenas na parte da manhã ou em local que não incida raios solares diretos, mas que tenha bastante luminosidade.

Em seguida, regue moderadamente, não deixe o substrato secar completamente, mas não o encharque todas as vezes.

Dentro de 30 a 60 dias sua estaca já apresentará sinais de enraizamento e a muda de rosa do deserto começará a se desenvolver.

A regra geral é:  se surgir folhas novas, é sinal que a estaca já está enraizada.

Veja o vídeo e aprenda ainda mais a fazer mudas de rosa do deserto:

Comentários

Deixe uma resposta