DÚVIDA FREQUENTE: CORTAR OU NÃO A HASTE FLORAL DE PHALAENOPSIS?

DÚVIDA FREQUENTE: CORTAR OU NÃO A HASTE FLORAL DE PHALAENOPSIS?
5 (100%) 5 vote[s]

O cultivo das orquídeas do gênero Phalaenopsis, conhecida também como a orquídea borboleta, vem crescendo assustadoramente.

Elas são encontradas  em praticamente todas as floriculturas, feiras, em muitos supermercados, entre outros locais.

Isso tudo por ser uma planta de fácil cultivo, principalmente porque em sua genética há outras plantas, ou seja, a maioria das Phalaenopsis vendidas são híbridas.

Se você ainda possui alguma dúvida sobre como cultivá-las, fiz um guia gratuito com várias dicas, basta clicar no link para fazer o download: Guia Gratuito Phalaenopsis.

Apesar da facilidade em relação ao cultivo, há uma pergunta que as pessoas me fazem periodicamente sempre que falo sobre esse gênero de orquídea:

Devo cortar a haste floral de minha Phalaenopsis?

Para responder a essa pergunta, gostaria de falar sobre alguns pontos muito importantes antes.

Fases de desenvolvimento

As orquídeas possuem fases de desenvolvimento.  Cada uma delas possui uma característica diferente.

– Crescimento

Como o nome mesmo diz, nessa fase a orquídea cresce. É o período que vai da germinação da planta até antes da floração.

Após a floração, mas não imediatamente depois, a planta também passa por outro período de crescimento em que crescem raízes, pseudobulbos e folhas novas.

– Floração

O período da floração é aquele em que a planta floresce. Isso dependerá da espécie, da época do ano e dos cuidados no cultivo.

A floração vem logo após um período de crescimento, em algumas plantas esses períodos podem se misturar e a planta floresce e cresce ao mesmo tempo.

– Dormência

A dormência corresponde a um período logo após a floração. É aquele em que as plantas cessam seu crescimento e ficam estacionadas.

Muitas pessoas pensam que a orquídea está com algum problema durante esse período, visto que ela para de emitir raízes, bulbos e folhas, porém a planta está apenas se recuperando de toda a energia despendida na floração.

Fisiologia da haste

Phalaenopsis é uma das orquídeas cuja floração é mais durável, são meses florindo.

Após as flores caírem nessa primeira floração, se essa haste floral permanecer sem ser cortada, dela podem surgir uma ou várias hastes secundárias e a orquídea floresce novamente.

Esse fato pode continuar durante longos períodos, deixando a planta quase sempre em floração.

Porém, algumas vezes, a haste floral também pode secar, então dessa não surgirá nada mais.

Cortar ou não cortar a haste floral?

Com isso dito, a resposta não é uma regra.

Você terá que observar a planta antes de tomar qualquer decisão.

Quando as plantas estão fracas, desidratadas ou com algum problema, é aconselhável cortar a haste floral na base da planta.

Ao fazer isso, obrigamos a planta a parar de gastar a energia com as hastes florais e a fazemos entrar no período de recuperação, a dormência.

Se as hastes florais da Phalaenopsis secaram, essas devem ser cortadas na base da planta também.

Caso sua orquídea esteja saudável e se você quiser tentar fazê-la florescer novamente das hastes secundárias, não será necessário cortá-la, mas recomendo que não faça esse procedimento muitas vezes seguidas.

Veja o vídeo A Verdade Sobre as Folhas Murchas das Orquídeas, nele cito outros problemas e características vindas do não corte das hastes florais.

Você gostaria de cultivar orquídeas, mas não tem muito conhecimento? Então não deixe esta oportunidade passar. Baixe agora nosso e-book gratuito sobre cultivo das Phalaenopsis. Clique aqui para saber mais informações

DÚVIDA FREQUENTE: CORTAR OU NÃO A HASTE FLORAL DE PHALAENOPSIS?

Comentários

Deixe uma resposta