FATORES QUE IMPEDEM A FRUTIFICAÇÃO DO SEU CITROS

FATORES QUE IMPEDEM A FRUTIFICAÇÃO DO SEU CITROS
5 (100%) 2 vote[s]

Os citros são frutíferas muito comuns no Brasil, mas grande parte dos pomares domésticos apresentam problemas.

Laranjeiras que não dão frutos, limoeiros que não crescem, tangerinas que morrem.

Você também enfrenta essas dificuldades?

Há diversos fatores envolvidos: época de floração, qualidade do solo, pragas, doenças, irrigação, idade da planta, variedade da planta, deficiência nutricional, falta de podas e ainda outros.

Como você pode observar, o diagnóstico, apenas por meio de uma conversa, não é tão simples por causa das possibilidades possíveis.

Assim, continue a leitura deste artigo para identificar o provável problema de cultivo de seu citros.

Citros

laranjas-citros

Os citros compreendem um grande grupo de plantas, representado, na maioria, por laranjas, tangerinas, limões, limas ácidas e doces, pomelo, cidra, laranja azeda e toranjas.

Temperatura

A temperatura ideal para o crescimento dos citros está entre 13 ºC e 32 ºC. Temperaturas maiores ou menores que esse intervalo faz com que haja uma paralisação no seu crescimento.

É fundamental que ocorra um verão quente e longo para o desenvolvimento dos frutos.

Os frutos produzidos nos climas mais frios, em geral, são mais ácidos e apresentam coloração da casca e do suco mais intensa. Nos climas mais quentes os frutos são mais doces.

Tipo de solo e fertilidade

Plantas de citros possuem grande capacidade de adaptação em relação ao tipo de solo. Entretanto, isso não significa que elas se desenvolvam com o mesmo potencial em todos eles.

Citros exigem solos com grande profundidade e boa dre­nagem. O sistema radicular pode chegar até 5 m de profundidade e se estender vários metros de distância do tronco.

As plantas de citros são muito exigentes em cálcio e magnésio, e sensíveis a acidez. Portanto, o desenvolvimento da planta de citros é negativamente afetado por esses fatores.

Para corrigir esse problema, é necessária a aplicação de calcário no solo (calagem).

A utilização de calcário aumenta os níveis de cálcio e magnésio (calcário calcítico, dolomítico ou magnesiano), além de aumentar o pH (diminuindo a acidez do solo) e reduz os efeitos tóxicos do alumínio e do manganês.

Sua planta não está se desenvolvendo? Esse pode ser um dos motivos. A adição de calcário deve ser feita após análise do solo por um especialista.

Adubações

O período de maior demanda por nutrientes pelas frutíferas é no crescimento vegetativo, florescimento e frutificação.

Não se deve fazer adubações no inverno. Usualmente, as adubações são realizadas durante a primavera e o verão.

A necessidade de adubo varia muito com a idade da planta e a perspectiva de produção de frutos.

Em plantas jovens, aduba-se em circulo próximo ao caule. Já nas plantas adultas, aduba-se também em círculo, mas na sombra da copa, para evitar a concentração de produtos na superfície do solo e a “queima” de raízes e folhas.

Em culturas comerciais de citros existem vários tipos de adubações: de plantio, de formação e de produção.

As adubações só devem ser feitas 30 dias após a calagem. Nesse período, se houver umidade suficiente, o calcário reagirá completamente com o solo e a adubação será mais bem aproveitada.

Irrigação

irrigacao-citros

A irrigação possibilita o aumento de produ­tividade pelo adequado fornecimento de água e proporciona melhor desenvolvimento das plantas.

O período crítico ao déficit hídrico nos citros vai da brotação até o fruto atingir 2,5 cm de diâmetro.

Em região de clima tropical, o florescimento pode ocorrer em diversas épocas do ano, indu­zido por período de estresse hídrico, seguido de chuva ou irrigação.

Irrigações irregulares podem causar florescimento fora da época nos citros, e um forte florescimento fora da estação pode reduzir sua quantidade na estação principal.

A demanda de água é ele­vada nos períodos de brotação, emissão de botões florais, frutificação e início de desenvolvimento dos frutos, sendo menor nos períodos de maturação, colheita e período de repouso.

Sabendo quando a planta mais precisa de água, basta que você auxilie sua frutífera quando necessário.

Devido às variações climáticas e ao tipo de solo, não há como fazer recomendações precisas de irrigação.

Plantio

plantio-citros

Deve ser feito no período chuvoso ou em qualquer época, se houver irrigação.

Ao comprar uma muda de citros no plástico, a primeira coisa a ser feita é cortar com uma faca toda a parte de baixo do saco (5 cm da parte final aproximadamente), para eliminar raízes que estão enroladas.

Corta-se também a parte apical da planta, deixando-a com aproximadamente 55 cm de altura.

Retire o plástico e coloque a planta na cova de plantio (juntamente com o torrão de terra) na mesma linha ou 5 cm acima do solo.

Deve-se também retirar qualquer flor e frutos de mudas antes de plantá-la, pois elas esgotam a planta, e fazer uma coroa de terra em volta dela.

É interessante que as plantas jovens recebam um tutor, um apoio de madeira, para que fiquem firmes e não quebrem em casos de ventos fortes.

O controle de formigas cortadeiras é necessário para as plantas jovens, pois elas podem matar a planta com a retirada das folhas.

Caso não chova no período pós-plantio, colocar 10 a 20 litros de água por planta/semana.

Tratos culturais

– Capina

Feita para evitar a concorrência de plantas invasoras (mato) em nutrientes e água.

Deve ser feita apenas no coroamento da planta, até a projeção da copa, principalmente em plantas jovens.

– Desbrota

Deve-se eliminar todos os brotos que surgirem abaixo dos ramos ou pernadas da muda, dentro dos dois primeiros anos, até a altura de 15 cm.

Se dois brotos nascerem na mesma posição, um deles deve ser retirado.

– Poda

Deve-se podar os ramos secos, doentes e os ramos ladrões (ramos que crescem verticalmente). Limpar o tronco e galhos grossos, caso haja ataque de líquens e musgos, com uma escova e pincelar com calda bordalesa a 3%. Esse procedimento deve ser feito anualmente.

A poda visa  aumentar luz no interior da copa, melhorar qualidade e tamanho das frutas, equilibrar o crescimento com frutificação, diminuir altura das plantas e facilitar a colheita.

Na maioria dos citros, os ramos florais nascem sobre ramos novos, com exceção dos limoeiros, que podem lançar ramos florais até em madeira de mais idade. Portanto, pense bem onde irá fazer a poda.

A falta de poda pode deixar sua frutífera improdutiva. O correto uso desta técnica regenera a planta velha e provoca produções, rejuvenescendo-a.

Conclusão

laranjas-colhidas-citros

Os citros necessitam de cuidados diferentes de algumas plantas que todos estão acostumados.

Por ser uma espécie arbórea as quantidades de adubações e irrigações são menores, mas há uma cuidado a mais que a maioria das plantas não tem, que são as podas.

Muitas vezes, a frutífera desenvolve muitos frutos em um ano mas no ano seguinte poucos aparecem, isso ocorreu devido a falta deste trato cultural.

Também vimos que as adubações sem que se faça a correção da acidez do solo são sinonimos de desperdício, já que as plantas não irão aproveitar quase nada dele.

Comentários

Deixe uma resposta