Orquídeas na chuva: 5 Dicas para evitar doenças

Pontuação dos leitores
[Total: 3 Média: 5]

Há dias estou com minhas orquídeas na chuva, ela não está dando trégua para minhas plantas, tem chovido durante dias e estou preocupado que elas possam morrer pelo excesso de umidade, Gilberto o que eu faço?

Orquídeas na chuva: 5 Dicas para evitar doenças

Se você está ou já esteve com esse problema, continue a leitura e se gostar da informação aqui presente, compartilhe para que eu possa ajudar mais pessoas!

Assista o artigo “Orquídeas na chuva: 5 Dicas para evitar doenças”em vídeo:

As chuvas fazem mal as Orquídeas?

Antes de começar o artigo eu gostaria de deixar algo bem claro, as chuvas são ótimas para as plantas de forma geral.

Já viram quando tem um gramado seco todo feio e vem a chuva e o gramado começa a ficar verdinho novamente? Com várias brotações novas? O gramado se recupera todo!

O problema das orquídeas na chuva é devido ao excesso de umidade e tudo que isso indiretamente causa, calma que eu já explico.

curso orquídeas

Eu estou em MG e as chuvas aqui não estão parando. Com as chuvas e o clima mais úmido aparecem as doenças fúngicas, as bacterianas, as lesmas e os caracóis.

Além disso, orquídeas na chuva podem resultar no apodrecimento de raízes e a morte de muitas plantas.

As pessoas possuem problemas com chuvas porque o cultivo caseiro é diferente da planta em seu habitat natural.

O clima, o local onde a planta se encontra tem toda uma proteção de folhas, de troncos, a água não fica empoçada nas raízes da orquídea já que não há a utilização de vasos com substratos que acumulam muita água, como no cultivo caseiro.

No habitat natural a orquídea fica fixada na árvore, com as raízes na superfície dela, a água escorre pelo tronco e simplesmente vai para o solo.

Portanto, essa história de “a orquídea na natureza toma chuva então não tem problema” é uma meia verdade.

O que fazer com as orquídeas na chuva em excesso?

1) Colocar plástico agrícola em seu orquidário

Muitas pessoas já viram orquidários com esse tipo de cobertura, é muito comum nos orquidários comerciais.

Orquídeas na chuva: 5 Dicas para evitar doenças
Fonte: Pixabay

Com o plástico a única água que cairá nas orquídeas será a dada por você, há um controle maior da umidade.

Porém nem todo mundo quer ou pode utilizar esse método, por isso há alguns meios de diminuir os problemas causados pelo excesso de água.

2) Utilização de vasos de barro

Os vasos de barro não irão reter umidade, então eles ajudarão na drenagem de suas das orquídeas na chuva nessa época do ano.

Os cachepôs de madeira também são uma ótima opção.

Junto com esse método você precisa utilizar outro, que é a utilização de substratos bem drenantes.

3) Substratos bem drenantes

A utilização de substratos que não retém água são uma importante técnica para minimizar os impactos causados pelas orquídeas na chuva.

Isso porque a água quando cai no vaso sai toda pelos furos de drenagem, por isso a utilização de substratos como casca de pinus, brita, carvão ajudam muito.

4) Plantio em tocos de madeira

O plantio em tocos de madeira além de excelentes ajudam muito nessa época de chuvas frenquentes, é o método mais parecido com o habitat natural das plantas epífitas.

No vídeo abaixo eu mostro como você pode plantar orquídeas no troco de sansão do campo:

A chuva cai e logo escorre, não fica nada parado nas raízes.

Claro, há plantas que se dão sim melhor em vasos a tocos de madeira, seja pelo tamanho da planta ou qualquer outro motivo, mas as que se dão bem em tocos é uma ótima alternativa.

Experimente plantar suas orquídeas no tronco de sansão do campo!

orquídeas na chuva sansão do campo

5) Uso preventivo de produtos protetores

Eu não quero entrar no mérito do uso dos agrotóxicos, se fazem mal ou não.

Estou aqui apenas para mostrar os métodos utilizados para prevenir problemas em suas orquídeas na chuva de maior intensidade.

O uso de defensores agrícolas de forma preventiva, ou seja, de forma frequente e antes da doença ocorrer, praticamente elimina em 80% as chances de suas plantas contraírem alguma doença.

Como explicado no vídeo sobre doenças de plantas, sem o agente infeccioso, pois ele será eliminado pelo defensivo, não tem como ter a doença.

Para quem deseja um tipo de defensivo mais natural, leia o artigo que fiz sobre a Calda Viçosa.

A calda Viçosa além de um ótimo fungicida orgânico ainda fornece vários nutrientes para as plantas.

Mas atenção, não utilizem esse produto nas orquídeas do gênero Dendrobium, pois pode causa fitotoxidez.

curso orquídeas

Conclusão

Com todas as dicas vocês devem ter percebido o seguinte, se utilizar vasos de barro e substratos muito drenantes, nas épocas mais secas do ano serão necessárias irrigações mais frequentes, então se escolher por esse caminho saiba que não poderá descuidar das plantas nos meses mais quentes.

Para as pessoas que possuírem poucas orquídeas, você poderá transportar as plantas para uma varanda ou um local coberto.

Orquídeas na chuva durante muito tempo podem te deixar preocupado(a), mas não é algo que se têm controle durante o período que está ocorrendo. Por isso, utilize as dicas dadas para antecipar o problema.

Deixe uma resposta