18.2 C
São Paulo
terça-feira, junho 18, 2024

Formiga Invasora Altera a Dieta de Leões na Savana

As formigas são insetos fascinantes que vivem em colônias altamente organizadas. Mas quando uma formiga invasora é introduzida em um ecossistema, isso pode causar grandes mudanças na cadeia alimentar local, indo desde as próprias formigas até os predadores no topo da cadeia.

É exatamente isso que está acontecendo na reserva Ol Pejeta no Quênia, de acordo com um novo estudo publicado na revista Science.

A Formiga Invasora Mata Defensores Nativas

A formiga invasora em questão é a Pheidole megacephala, também conhecida como formiga-cortadeira ou formiga-cabeça-grande. Ela foi provavelmente introduzida na reserva por volta de 2002 em produtos importados.

formiga invasora Pheidole megacephala
Fonte: BioDiversity4All

Essa formiga é agressiva e mata as formigas nativas que vivem em simbiose com as árvores de acácia local. Essas formigas nativas do gênero Crematogaster defendem suas árvores dos elefantes, mordendo o interior de suas trombas quando eles tentam comer as folhas.

“As formigas nativas enxameiam para dentro das narinas do elefante e mordem de dentro pra fora” – explica o ecologista Jake Goheen.

Sem essas formigas protetoras, os elefantes passaram a derrubar as árvores de acácia muito mais frequentemente, reduzindo a cobertura vegetal da área.

elefantes comendo acácias
Fonte: UNews Archive – The University of Utah

Menos Cobertura, Mais Búfalos no Cardápio

Para estudar o impacto dessa mudança na dieta dos leões locais, os pesquisadores rastrearam seis leoas com coleiras equipadas com GPS. Eles descobriram que os leões dependem das árvores para caçar com sucesso seus pratos favoritos – as zebras.

“Leões são mais efetivos em suas caçadas em áreas de maior cobertura vegetal” – diz Goheen.

Nas regiões invadidas pela formiga exótica, a cobertura de árvores foi reduzida em mais de 60%. Como resultado, a probabilidade de uma zebra ser morta por um leão caiu de 62% para apenas 22%.

leão caçando zebra
Fonte: Reddit

Para compensar, os leões passaram a caçar mais búfalos, uma presa maior e mais agressiva que representa mais risco de ferimentos para os predadores. A porcentagem de búfalos no cardápio dos leões subiu de zero para 42% durante o estudo.

Lição Para Outros Ecossistemas

Esse caso destaca como a interrupção de relações de simbiose mutualísticas em pequena escala pode ter efeitos indiretos em cascata na cadeia alimentar. É um alerta para se prestar mais atenção a esses importantes relacionamentos em outros habitats.

“A disrupção de mutualismo pode ter efeitos em cascata imprevisíveis em outras espécies da comunidade” – diz o ecologista Emílio Bruna.

Resta esperar que os esforços de conservação consigam controlar essa e outras espécies invasoras antes que causem maiores desequilíbrios ecológicos. Do contrário, mais leões podem ser forçados a trocar seus jantares favoritos no futuro.

Referência

How an invasive ant changed a lion’s dinner menu. Disponível em: https://www.sciencenews.org/article/invasive-ant-lion-dinner-trees-ecosystem

Gilberto
Gilbertohttps://pergunteaoagronomo.com.br/
Sou Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade Federal de Viçosa – UFV, possuo MBA em Agronegócios pela Esalq-USP. Tenho mais de 20 anos de experiência no cultivo de orquídeas e experiência internacional em hortaliças e frutiferas.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11,909FãsCurtir
2,306SeguidoresSeguir
1,098SeguidoresSeguir
21,400InscritosInscrever
- Anúncio -

Últimos Artigos

- Anúncio -