Como Cultivar Bromélias: 11 Ideias Incríveis para Utilizá-las

Pontuação dos leitores
[Total: 3 Média: 5]

As bromélias ganharam popularidade entre paisagistas e jardineiros, isso devido à beleza de suas formas e cores, além de serem plantas com ótima resistência, suas flores duram bastante tempo, possuem baixa demanda de cuidados e é de fácil adaptação.

Apesar de não parecer, pertencem a uma das famílias mais numerosas e diversificadas da região neotropical.

Possui aproximadamente 3010 espécies ocupando habitats diversos, desde montanhas até a Mata Atlântida.

No Brasil a família Bromeliaceae é uma das mais importantes, perde apenas para a família Orchidaceae, das orquídeas.

Do total de espécies encontradas no mundo, quase 40% delas encontra-se no território brasileiro.

Ela é muito utilizada para fins paisagísticos, principalmente a bromélia Porto Seguro e a bromélia Imperial.

Nesse artigo você aprenderá como cuidar de bromélias, quais são os tipos, quais são as de sol ou sombra, o segredo para irrigar corretamente, como evitar pragas e várias ideias para plantá-las em seu jardim.

Origem das Bromélias

As bromélias distribuem-se desde o Chile e Argentina, na América do Sul, Caribe e América Central, chegando a alcançar o México e o sudeste norte-americano.

Apenas a espécie, Pitcairnia feliciana é encontrada fora do continente americano, na costa oeste africana.

bromélia Pitcairnia feliciana
Pitcairnia feliciana
Fonte: Raiwen

O nome “Bromélia” é em homenagem ao botânico sueco Olaf Bromel.

Essas plantas podem ser terrestres, epífitas ou rupícolas e são encontradas em diferentes altitudes e diferentes climas.

Como Cuidar de Bromélias

Luminosidade

Diferentes tipos de bromélias exigem diferentes graus de luminosidade, algumas toleram mais outras menos, algumas podem tolerar sol direto, outras não.

Mas como saber se a planta precisa de mais luz ou menos luz?

gif pensando

Bom, infelizmente o único método será conhecendo a variedade de bromélia, mas eu sei que muitas vezes nós não possuímos essa informação.

Portanto, para qualquer que seja o tipo de bromélia que você possua, não a deixe exposta ao sol direto, porém coloque-a em um local de bastante luminosidade.

A coloração das folhas dirá no futuro se ela estiver recebendo muita luminosidade ou pouca.

As bromélias com folhas mais amareladas, podem estar recebendo muita luminosidade e as de folha verde escuro, pouca luminosidade.

Tente sempre o equilíbrio, apesar do que, por serem muito resistentes elas toleram tanto ambientes com muita luminosidade e sol direto quanto ambientes mais sombrios, escuros.

Veja duas bromélias de mesma espécie cultivadas em diferentes locais:

Pelo que puderam notar, não é porque a bromélia está toda amarela que o cultivo está errado, vários gêneros conseguem se adaptar bem e crescer de forma saudável.

Temperatura ideal

Assim como para luminosidade, essas plantas são bem resistentes a altas temperaturas e conseguem se desenvolver muito bem em temperaturas que variam de 12ºC a 32ºC.

Ou seja, a temperatura do Brasil é de forma geral boa para elas.

Como regar bromélias?

As bromélias são muito resistentes às condições de secas, mas se desenvolvem melhor em ambientes com umidade variando entre 60% a 80%.

De forma geral, basta irrigar suas plantas no solo, ao menos 1 vez por semana, em locais mais quentes considere irrigar pelo menos 2 vezes por semana.

No inferno, pode-se espaçar mais as irrigações.

É muito importante que não deixe o substrato de suas bromélias sempre úmidas.

Algumas pessoas gostam de irrigar jogando água no “copo” (chamado de roseta) formado pelas folhas, no meio da planta.

A água acumulada nas folhas, servem como reservatório de nutrientes para a planta.

bromélias dengue

Como adubar bromélias

Assim como qualquer planta, as bromélias também precisam de nutrientes para o seu desenvolvimento.

No artigo sobre O melhor adubo para Orquídeas eu falo sobre todos os nutrientes que as plantas precisam para se desenvolverem, está bem no começo do artigo, dê uma lida para entender melhor quais são esses nutrientes.

Há duas formas principais de adubação, a orgânica e a química.

Para adubar de forma orgânica, eu recomendo a utilização do adubo orgânico do tipo bokashi, mas se preferir você pode utilizar outros adubos orgânicos em suas bromélias.

O bokashi possui todos os nutrientes necessários para suas plantas, durante muito tempo (3 meses) e é reconhecido pelos ótimos resultados com diversas plantas.

A adubação química de bromélias ainda é pouco utilizada e há poucos produtos no mercado específicos para elas, encontra-se diversas opções de substratos, mas não de adubos.

Por isso você consegue notar a importância de um substrato adequado e da importância de uma adubação orgânica do solo.

Se fizer isso não será necessário nenhum outro cuidado especial.

Pragas em bromélias

Essas plantas geralmente não são atacadas por pragas.

Quando ocorrem os principais fatores que levam isso a ocorrer são a umidade em excesso e a falta de ventilação.

Ao ver alguma planta atacada, você pode simplesmente retirar o inseto com as mãos. Utilizar inseticidas podem prejudicar a respiração da planta, evite o quanto puder.

De forma geral, a irrigação correta é o segredo para evitar pragas e doenças.

Bromélias proliferam mosquito da dengue?

Há duas linhas de pensamentos para esse fato.

A primeira linha de pensamento é que as bromélias não são microhabitats importantes para o desenvolvimento das larvas do mosquito da dengue.

O estudo mais famoso sobre esse assunto foi feito pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC).

Nesse estudo 156 bromélias foram avaliadas e monitoradas e após o estudo o biólogo Marcio Mocelin constatou que ” Apenas 0,07% e 0,18% de um total de 2.816 formas imaturas de mosquitos coletadas nas bromélias durante o período de um ano correspondiam ao Aedes aegypt e Aedes albopictus, sugerindo que as bromélias não constituem um problema epidemiológico como foco de propagação ou persistência desses vetores”.

Há outra linha de pensamento que indica que as bromélias podem sim ser foco dos mosquitos da dengue, principalmente no ambiente doméstico.

Isso pode realmente acontecer? Sim, pode. Mas a frequência é baixa por não ser o ambiente preferencial dos mosquitos.

Há uma maneira simples de evitar que isso ocorra, basta colocar uma pequena gota de detergente na água (na folha anterior da roseta) semanalmente. Veja o local exato para colocar o detergente:

evitar dengue bromélias

Veja maiores informações no vídeo:

Como plantar bromélias?

Antes de saber como plantar, você precisa conhecer que tipo de substrato as bromélias gostam.

O substrato pode ser feito de várias formas, o mais importante é que todos permitam boa fixação e sejam bem drenantes, ou seja, não acumulem muita água.

O substrato mais tradicional é o húmus misturado com casca de pinus. Quando for plantar, faça uma camada de drenagem com pedras no fundo do vaso.

Se o seu desejo é plantar no chão do jardim, essa mesma camada pode ser feita, e o mesmo substrato pode ser utilizado.

Há algumas misturas de substratos mais contemporâneos, que não utilizam terra em sua composição e que parecem dar um melhor resultado, como por exemplo a mistura de casca de pinus triturada com pedras.

Veja no vídeo abaixo como plantar sua bromélia:

Tipos de bromélias

Nessa parte do artigo gostaria de te apresentar alguns tipos de bromélias, separadas apenas pela necessidade de iluminação.

Saber se suas plantas gostam de sol ou de sombra é extremamente relevante para saber onde as plantará.

Bromélias de sol

Bromélia Porto Seguro (Aechmea blanchetiana)

bromélia porto seguro
Fonte: Bromeliad Paradise

Planta típica da Mata Atlântica, pode ser encontrada nos estados da Bahia, Espirito Santo no seu habitat natural, mas consegue ser cultivada em todo território nacional.

Têm hábito terrestre, suas folhas não possuem espinhos e pode chegar a aproximadamente 80 cm de altura.

A planta fica amarelada em pleno sol.

Bromélia Imperial (Alcantarea imperialis)

Bromélia Imperial
Fonte: Flores e Folhagens

Muito utilizada em projetos paisagísticos e também é nativa do Brasil.

Considerada uma das maiores bromélias existentes, pode ser encontrada vegetando sobre materiais rochosos e na terra.

Consegue tolerar ambientes secos e sol direto.

Bromélia Fire Ball (Neoregelia ‘Fireball’)

Bromélia Fire Ball
Fonte: Donda Vinson 

Bromélia de pequeno porte, de coloração vermelha se cultivada a pleno sol.

É uma bromélia epífita, em seu habitat natural é encontrada vegetando em árvores e afloramentos rochosos.

A planta aprecia umidade relativa do ar média a alta.

Abacaxi (Ananas comosus)

bromélia abacaxi
Fonte: Phytoart

Todos conhecem essa bromélia ou pelo menos o fruto dela, mas algumas pessoas não sabem que o abacaxi é uma dessas plantas.

Gostam de terra fértil e bem drenada, muita luz e humidade ambiente elevada.

Tillandsia ionantha

Tillandsia ionantha
Fonte: Air Plant Greenhouse

Uma das plantas mais utilizadas em terrários e mini jardins.

Bromélia de pequeno porte, muito delicada e deve ser cultivada em substrato de epífitas para melhor crescimento, por isso evite a terra.

Alcantarea regina

Alcantarea regina
Fonte: Agaveville

Nativa do Brasil é uma espécie terrestre/rupícola.

Suas inflorescências chamam muita atenção pois podem chegar a 2 metros de altura.

Bromélia muito decorativa, indicada para cultivo isolada em vasos grandes ou no jardim.

Neoregelia compacta

Neoregelia compacta
Fonte: Orlando Graeff

Mais uma espécie nativa do Brasil, possui sua roseta bem aberta e suas folhas possuem um detalhe avermelhado no centro.

Bromélias de Sombra

Aequimea fasciata

Aequimea fasciata
Fonte: Joy Us Garden

Planta nativa do Brasil, cresce vagarosamente chegando a até 90 cm de altura.

As folhas são revestidas de verde, marcadas por faixas transversais irregulares produzidas por escamas acinzentadas e com espinhos nas bordas.

Essa bromélia é tradicionalmente cultivada em vasos protegidas do sol direto ou até mesmo em jardins internos, em locais bem protegidos.

Guzmania lingulata

Guzmania lingulata

Planta famosa por ser cultivadas em vasos possui uma característica quase única, suas flores podem ser encontradas em diferentes cores.

Irrigue bem sua planta e antes de efetuar nova irrigação, espere a planta secar.

Aechmea chantinii

Aechmea chantinii

Conhecida como bromélia zebra da Amazônia.

Não cresce muito, chegando a aproximadamente 80 cm de altura. Possui faixas transversais brancas sobre o fundo verde na parte adaxial (de cima) e roxo escuro numa parte abaxial da folha.

Cultivada geralmente de forma isolada em vasos.

Floresce no verão.

Vriésia carinata

Vriésia carinata
Fonte: Mihai Costea

Também conhecida como bromélia espada flamejante.

Pode ser cultivada em vasos dentro da residência, protegidas do sol direto e com boa umidade.

Jardim com bromélias

No Brasil utilizar bromélias no jardim é uma prática pouco difundida, apesar dos diversos usos que se pode fazer com essa planta.

Vasos, nas árvores, no solo, como jardim vertical, tudo isso pode ser feito utilizando essa planta.

Nas fotos abaixo você verá algumas boas ideias para embelezar o seu jardim com essas plantas magníficas.

1 – Bromélias no chão do jardim

Bromélias no chão do jardim

2 – Canteiro com bromélias e outras plantas

Canteiro com bromélias
Fonte: Shane Mason

3 – Bromélias em vasos na varanda ou sacada

Bromélias em vasos
Fonte: Mitre 10

4 – Vaso com bromélia na sala

Vaso com bromélia
Fonte: Costa Farms

5 – Plantas em troncos cortados

6 – Bromélias delimitando uma área do jardim

Bromélias delimitando jardim
Fonte: Linda Clark

7 – Plantas em volta de árvores no jardim

Bromélias em volta de árvores
Fonte: Tara Louiselle

8 – Jardim vertical de bromélias

9 – Vaso de bromélia na mesa da sala

Vaso de bromélia na mesa da sala
Fonte: Avso

10 – Lindo vaso de bromélias para compor o ambiente

vaso de bromélias
Fonte: Bloom Nation

11 – Parede de bromélias em uma fonte d`água

Parede de bromélias
Fonte: Sally Weigand

Conclusão

Através desse artigo você aprendeu todos os fatores a serem observados para cultivar qualquer bromélia em sua casa.

Um dos principais é em relação a umidade na planta, pode-se irrigar através do centro da planta ou da terra, mas é muito importante que a terra não esteja sempre úmida.

Além disso mostrei várias espécies de sol e de meia sombra, e várias dicas de como elas podem ficar lindas em seu jardim.

Ainda têm alguma dúvida/ideia sobre como cultivar bromélias? Escreva para mim! 🙂

Participe do Grupo do Telegram 1Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta