Pontuação dos leitores
[Total: 2 Média: 5]

O tomate é um dos alimentos mais versáteis e consumidos do mundo. O Brasil além de consumi-lo em grande quantidade é um dos maiores produtores do mundo.

Os diferentes tamanhos, aspectos, cores e sabores nos deixam curiosos para experimentar cada um deles.

As espécies selvagens de tomate eram cultivadas na era pré-colombiana, nos tabuleiros andinos. Os Maias são os povos que disseminaram a hortaliça até os Astecas.

Em meu trabalho nos Estados Unidos eu pude trabalhar um pouco com essa hortaliça e fiquei surpreso com o tamanho que alguns frutos podem alcançar.

Veja a imagem abaixo (acredite, minha mão não é pequena):

Tomate gigante
Não é uma abóbora é um tomate ORGÂNICO

Nesse artigo eu vou te mostrar como cultivar os tomates corretamente, então continue a leitura.

Necessidades básicas dos tomateiros

Temperatura ideal

A faixa de temperatura ideal para germinação do tomate situa-se entre 15 e 25ºC. Já para produzi-lo é um pouquinho diferente, visto que os tomates toleram uma faixa de temperatura um pouco maior para o crescimento, entre 10 a 34ºC.

Porém, quanto mais quente for o ambiente, melhor. Sendo a faixa ideal variando entre 20ºC e 28º C e precisam de mais de 6 horas de iluminação direta.

Você sabia? A temperatura é um dos fatores que influenciam na coloração do tomate, se serão mais vermelhos ou menos.

Irrigação Ideal

Um dos segredos para o bom desenvolvimento da planta é a água.

O tomateiro é uma planta muito exigente em água, principalmente na fase de florescimento e frutificação. Seu fruto possui mais de 90% de água.

irrigação tomate

Durante o crescimento a muda de tomate vai precisar de uma quantidade cada vez maior de água, por isso, é importante que não falte.

Não deixe suas plantas secas durante muito tempo, mas é importante que elas não fiquem encharcadas.

Solo ideal

O tomateiro não é muito exigente em relação ao tipo de solo. Apesar disso, você não deve plantar em um solo compactado, não dará certo.

Evite solos que não tenham boa capacidade de reter umidade ou pelo menos tente contornar isso acrescentando algum elemento que retenha água, como matéria orgânica, coxim de coco.

Em cultivos nos Estados Unidos eles utilizam coxim de coco no solo para ajudar a reter umidade e o solo é bem drenante e fértil (em estufas).

Por isso, escolha um solo fértil e que tenha boa capacidade para reter umidade.

Adubação

Antes de efetuar qualquer adubação é de suma importância se atentar para o pH do solo. Os que possuem pH ácido, podem afetar a disponibilidade de nutrientes no solo, influenciando a assimilação pelas plantas. A correção é feita através da calagem.

Porém, para cultivos caseiros isso é diferente. Você não precisa fazer uma análise de solo, nem nada do tipo.

Recomendo apenas fazer uma correção simples e utilizar um adubo para hortaliças ou então adubação orgânica.

Para uma correção simples, espalhe de 300 g de calcário dolomítico por metro quadrado, mais 200 g de farinha de osso por metro quadrado em toda a superfície do local.

Para adubações orgânicas a quantidade de adubo utilizado na cova de plantio dependerá do tipo de adubo utilizado:

– Bokashi: 500g por cova, misturado na terra de cobertura;

– Esterco de curral: 10 litros;

– Esterco de galinha: 5 litros.

Porém, se utilizar qualquer tipo de esterco, é necessário a aplicação de 200 gramas de farinha de osso.

As quantidades mencionadas não foram desenvolvidas por métodos estatísticos, é apenas uma opinião.

Segundo a Embrapa, a adubação química base mais utilizada é a 5–25–15 e a 4–30–16.

As adubações além de fazerem suas plantas crescerem mais, darem frutos maiores e em maior quantidade, evita um dos problemas mais comuns, a deficiência de cálcio.

Essa deficiência é mostrada nos próprios frutos.

deficiencia cálcio tomate
Tomates com deficiência de cálcio

Como cultivar pés de tomate

Nessa parte do artigo eu vou te ensinar como cultivar essa hortaliça, da extração de sementes até a colheita.

Como extrair sementes

Para recolher sementes, escolha tomates maduros, retire as sementes com a mucilagem e coloque tudo em uma peneira.

mucilagem tomate

Lave até que a mucilagem saia por completo e seque-as em um guardanapo. Não é necessário aguardar para semear.

Além da produção de mudas através das sementes, há um outro método mais simples e rápido, que é utilizando os galhos da desbrota, em outra parte desse artigo explico melhor.

Época de plantio

As sementes dos tomates podem ser plantadas em qualquer época do ano, porém nas regiões frias do Brasil, é importante evitar os meses mais frios.

Como NÃO plantar as sementes

Há vários vídeos na internet que ensinam a fazer a germinação cortando uma rodela de tomate e colocando na terra. Depois de um tempo nasce aquele emaranhado de plântulas.

plantio de tomates o que não fazer

Esse método, apesar de ser fácil e rápido não é indicado, pelo menos não se deseja ter uma planta forte no futuro.

Por esse método há competição por espaço, nutrientes, água, sol. Isso quer dizer que a planta mais favorável pela posição que ela está em relação ao sol, crescerá mais e ficará mais forte, mas ela poderia estar muito melhor sem a competição.

Onde plantar sementes de tomates

O ideal para que as mudas cresçam fortes e saudáveis é plantá-las em bandejas de germinação.

germinação tomates

As bandejas vão permitir que a planta se desenvolva sem que aja competição de uma planta com outra, além disso as raízes vão poder se fortalecer melhor em um local mais “apertado”.

Por isso, plante uma semente em cada espaço livre.

tomates na bandeja de germinação

Mesmo utilizando as bandejas, pode ser que você não consiga obter sucesso na germinação das sementes, por isso, para melhorar em até 80% a taxa de germinação, veja a técnica no artigo Como Plantar alface: 6 dicas incríveis para dobrar o tamanho de seus pés de alface.

A terra ideal para o plantio de sementes deve ser bem leve, não utilize terra de má qualidade. O substrato para hortaliças é excelente para germinação e cultivo das mudinhas.

As mudas estarão prontas para o replantio no local definitivo após aproximadamente 30 dias a semeadura.

O tamanho que sua planta terá após esse tempo será o indicado abaixo:

Replantio do tomate

Para replantar você precisa fazer algumas preparações antes e saber algumas regrinhas básicas para cultivo.

O replantio pode ser feito após a planta adquirir pelo menos 5 folhas definitivas.

replantio tomate

Seleção da área de plantio

1) Escolha áreas que não tenha outras culturas por perto, isso porque as outras culturas podem servir como atrativo e esconderijo de insetos pragas.

2) Tomates ODEIAM encharcamento, por isso, escolha áreas que não vão alagar e terrenos com boa drenagem.

3) Selecione áreas que tenha espaço suficiente entre as plantas. Plantas muito juntas favorecem o aparecimento de pragas e doenças.

Replantio do tomate

Você pode replantar os tomates em vasos ou diretamente no solo.

A forma de cultivá-los será a mesma. A única diferença é que nos vasos você deverá comprar terra de boa qualidade e repor nutrientes, caso necessário.

Escolha um vaso grande, as raízes do tomate se desenvolvem bastante e precisam de espaço.

Um vaso de aproximadamente 8 litros é um bom tamanho.

Ao plantar na horta, você pode utilizar a mesma terra do jardim, mas alguns passos serão necessários visto que as raízes dessa hortaliça são longas e a terra pode não ser de boa qualidade.

replantar tomates

Faça uma cova de aproximadamente 40 cm e na terra que retirou misture algum composto orgânico, como farinha de ossos + esterco ou o bokashi (siga os passos descritos na adubação).

Cada planta deve ficar a uma distância de aproximadamente 40 cm uma da outra.

A planta deve ficar rente ao solo. A cova de 40 cm serve para que a terra logo abaixo da planta não esteja compactada e o tomate possa enraizar melhor.

Tutoramento do tomateiro (Sistemas de condução)

O tomateiro possui porte arbustivo e pode se desenvolver de duas formas diferentes, crescimento determinado e crescimento indeterminado.

No crescimento determinado, a planta têm crescimento limitado e são conhecidas como tomate rasteiro. Esse tipo de tomate é mais produzido para processamento industrial.

As espécies de crescimento indeterminado podem chegar a 10 metros de comprimento. Tutorar é necessário para que a planta fique ereta e o caule não se quebre, além de evitar que os frutos toquem o solo. 

Há várias formas de tutoramento, mas não é necessário nenhum grande artifício para isso. O tutoramento pode ser feito desde um pedaço de pau, barbante, arame ou coisas do tipo.

Veja alguns exemplos:

Tutoramento reto, com fita resistente

Tutoramento reto, com fita resistente
Tutoramento com uma fita resistente (barbante)
Fonte: fit461tomate2015.blogspot

Tutoramento com um pedaço de pau ou bambu

Tutoramento com um pedaço de pau ou bambu
Tutoramento com pedaço de pau ou bambu

Método tradicional de tutoramento (“V” invertido):

Método tradicional de tutoramento ("V" invertido):
Tutoramento tomate com bambu

Sistema Viçosa de Condução

Tutoramento inédito criado pela Universidade Federal de Viçosa

Consiste no adensamento da parte inferior da planta e na abertura da parte superior formando um verdadeiro “V”.

As plantas são conduzidas com fitilho e alternadas de dentro para fora da linha de cultivo, isso melhora a passagem de ar e possibilita um maior crescimento da planta. Isso ocorre porque esse sistema melhora a incidência de radiação solar entre as plantas.

Veja mais sobre esse sistema no vídeo abaixo:

Claro que no cultivo caseiro você não precisa saber de todos esses métodos. Geralmente as pessoas possuem poucos pés de tomate.

Basta você saber que não deve colocar as plantas muito juntas e de preferência plantá-las em um local que consiga tutorar o tomateiro, independente como escolher fazer isso.

Os principais motivos para fazer o tutoramento é para ganhar espaço (economizando espaço na horizontal) e para que as estruturas vegetativas e frutos não fiquem em contato com o solo, diminuindo a incidência de pragas e doenças.

Tratos culturais do tomateiro

Essa é a parte mais ignorada pelas pessoas, porém é muito importante.

Para cultivar qualquer planta, você precisa aplicar algumas técnicas para reduzir doenças, reduzir ataque de pragas, para controlar o tamanho, fazer os frutos ficarem maiores etc, os tratos culturais fazem isso.

Portanto, não ignorem o que for dito aqui, nessa parte do artigo.

Desbrota

A desbrota pode ser feita na germinação das plantas na bandeja, deixando apenas uma planta por célula.

Outro tipo de desbrota é a eliminação de brotos que surgem nas axilas das folhas, o motivo desse tipo de desbrota é reduzir o número de ramos e consequentemente a competitividade por assimilados dos cachos, facilita a aeração e o controle de pragas e doenças.

Dica importante: Ao fazer a desbrota na lateral da haste principal, deixe um pedacinho do caule, não corte próximo ao caule principal.

Ao fazer isso, em uma possível infecção, a planta pode ela mesma eliminar essa parte do caule cortado, protegendo assim o caule principal.

desbrota tomate
Fonte: Tomato bible

Dica Importante: Para fazer novas mudas de tomate utilizando esse galinhos de poda, basta que os deixe crescer um pouco mais. Após isso, pegue os galhos da desbrota e coloque-os em um copo com água (você pode misturar um pouco de enraizador na água para acelerar o processo).

Quando formarem raízes de aproximadamente 6 cm, já poderá replantar a mudinha na terra.

Poda

A poda é a eliminação do broto terminal das hastes, somente feita em tomateiros cujo hábito de crescimento é indeterminado. Essa prática limita o número de pencas, garantindo frutos maiores. Cultivares de crescimento determinado dispensam essa poda.

Quando seu pé de tomate alcança uma determinada altura (em torno de 70 cm), indico que faça podas de limpeza, que consistem em retirar as folhas e ramos da parte de baixo da planta.

Além de aumentar a aeração, isso faz com que a planta redirecione os nutrientes para o crescimento e produção de frutos.

Espécies de tomates mais conhecidas no Brasil

Quer ter tomates em sua horta, mas não sabe qual ou quais variedades você pode plantar? Vou listar algumas variedades aqui para você conhecer, experimentar, testar.

Cada uma delas tem um sabor único, recomendo que teste todos os tipos.

Tomate cereja

Tomate cereja

São frutos pequenos, que possuem pencas de 12 a 18 cachos. Há frutos de cor vermelha e inclusive amarelo.

Variedades de tomate cereja: Sweet Gold, Samambaia, Red Petit, Sindy, Red sugar, Red sugar, Zamir. Todas as variedades citadas possuem crescimento indeterminado.

Tomate Italiano

Tomate Italiano

Os tomates deste grupo possuem frutos compridos e em alguns casos podem ser pontiagudos. Existem variedades de crescimento determinado e de crescimento indeterminado.

Determinado: Grande HT, IPA 6.

Indeterminado: Andrea, BRS Nagai, San Vito, Júpiter, Andrea Vistory, Giuliana, Tyna.

Tomate Salada

Tomate Salada

Essa espécie possui frutos pluriloculares (quatro ou mais lóculos). Possui formato achatado, os frutos são bem grandes, com coloração vermelha ou rosada.

Variedades de crescimento indeterminado: Aliança, BRS Portinari, Tyler, Sheila, Lumi, Ivete.

Variedades de crescimento determinado: Gisele, Pleno F1.

Tomate Santa Cruz

Os dessa espécie são oblongos bi ou triloculares, com sabor ligeiramente ácidos. São os mais conhecidos no mercado e geralmente com valor mais baixo.

Todas as variedades possuem crescimento indeterminado.

Variedades: BRS Kiara, Kombat, Delta, Santa Clara, Santa Cruz Kada, Carina, Débora Max, Débora Plus, Débora Victory, Santa Clara VF 5600.

Espécies de tomates que conheci no exterior

Enquanto estava na Pensilvânia trabalhei com tomates orgânicos que eram muito diferentes dos que eu estava acostumado, inclusive para algumas pessoas de lá também.

Quero mostrar algumas dessas espécies e dizer que se você tiver a oportunidade, experimente alguns deles, valem muito a pena! O sabor é único.

Eles eram conhecidos como “Heirlooms tomatoes”, são totalmente orgânicos, e eram vendidos pelo peso também, porém observem atentamente o tamanho que eles poderiam alcançar.

Heirloom tomatoes
Heirloom tomatoes

Tomate “Cherokee Purple”

Tomate "Cheroke Purple"

Tomates “Yellow Brandywine”

Tomates "Yellow Brandywine"

Tomates “Marbonne”

Tomates "Marbonne"

Tomates “Stripe German”

Nota particular: Particularmente eu amei o Stripe German. Tem um sabor adocicado, é saboroso, grandes, suculentos, com um pouquinho de tempero era simplesmente maravilhoso.

Tomates “Aurea”

Tomates "Aurea"

Pragas do tomateiro

Você cuida durante meses faz tudo certinho e quando vai colher os frutos do seu cultivo, acontece isso:

pragas tomate

Isso deixa qualquer pessoa triste, por isso resolvi fazer um e-book onde mostrarei quais são as principais pragas do tomateiro e como você pode controlar todas elas, então baixe o e-book para aprender como resolver os problemas de uma vez por todas, sem estresse.

SETAS
capa tripla pragas tomate

Perguntas e Respostas

Quais variedades de tomates?

Como mostrado acima, há diversas espécies e variedades de tomates, impossível descrever todas elas aqui, nesse artigo. Além disso, há tipos que são de uma região, mas não de outra.

Saiba que existem centenas de tipos diferentes e cada uma tem um gosto único.

Algumas variedades Brasileiras já citadas:

Variedades de tomate cereja: Sweet Gold, Samambaia, Red Petit, Sindy, Red sugar, Red sugar, Zamir.

Variedades de tomate Italiano: Andrea, BRS Nagai, San Vito, Júpiter, Andrea Vistory, Giuliana, Tyna.

Variedades de tomate “salada”: Aliança, BRS Portinari, Tyler, Sheila, Lumi, Ivete, Gisele, Pleno F1.

Variedades de tomate Santa Cruz: BRS Kiara, Kombat, Delta, Santa Clara, Santa Cruz Kada, Carina, Débora Max, Débora Plus, Débora Victory, Santa Clara VF 5600.

Como se cultiva tomate?

Cultivar tomates não é tarefa difícil, você pode cultivá-lo em vasos ou na sua horta/jardim. Atente-se ao não encharcamento do solo, essa planta não tolera encharcamento, escolha um tipo de solo com bastante matéria orgânica e bem leve, e claro não se esqueça dos tratos culturais para essa cultura, são essenciais.

É bom comer tomate todo dia?

Segundo o artigo “Journal of Pharmacognosy and Phytochemistry” a ingestão desse fruto pode tornar as pessoas mais saudáveis e diminuir o risco de doenças como câncer, osteoporose e
doenças cardiovasculares.

Pessoas que comem regularmente têm um risco reduzido de contrair doenças cancerígenas, no pulmão, próstata, estômago, cervical, mama, oral, colorretal, esofágico, pancreático e muitos outros tipos de câncer.

Quais são os benefícios do tomate?

O artigo “Journal of Pharmacognosy and Phytochemistry” analisou a espécie Solanum lycopersicum, mas todos têm as mesmas características nutricionais, sendo uma importante
fonte de: potássio, fósforo, magnésio, ferro. Os autores descrevem os seguinte benefícios:

  • São bons para a pele.
  • Ajudam a prevenir diversas formas de câncer.
  • Ajuda a manter os ossos fortes.
  • Ajuda a reparar danos causados pelo cigarro.
  • Fornecem antioxidantes essenciais.
  • São bons para o coração, cabelos, rins, olhos.
  • Ajuda pessoas diabéticas a regularem os níves de açúcar no sangue
  • Reduz o colesterol
  • Reduz a pressão arterial
  • Reduz enxaqueca
  • E muitos outros benefícios.

Como plantar tomates orgânicos?

Para ter esse tipo de tomate, basta que você não faça uso de nenhum defensivo químico em suas plantas (defensivos não permitidos na agricultura orgânica).

Utilize métodos caseiros para prevenir pragas, como a catação manual de pragas, tratos culturais para melhorar a aeração, escolha um método de tutoramento em que as folhas e frutos não fiquem em contato com o solo e que tenham certo espaçamento entre elas.

As iscas adesivas também são um importante método para prevenir e controlar pragas.

É um conjunto de técnicas que devem ser utilizadas em conjunto, utilize também adubos orgânicos de qualidade, como o bokashi, por exemplo.

Depois de quanto tempo os tomates poderão ser colhidos?

O tempo necessário para o crescimento e amadurecimento dos frutos depende do cultivar, do clima da região, do estado nutricional e da quantidade de água disponível para as plantas

A maioria das cultivares plantadas no Brasil é colhida com aproximadamente 110 a 120 dias após a germinação ou 90 a 100 dias do transplante.

Quantas folhas de tomate tenho que deixar após a poda?

Não tem uma quantidade exata de folhas para deixar após a poda, importante lembrar que a planta precisa fazer fotossíntese, então não retire muitas, apenas na parte de baixo.

Creio que se deixar a planta com mais de 6 folhas seja importante, quando ela ainda está jovem.

Conclusão

Esse artigo te mostrou como cultivar tomates em sua casa, seja na horta ou em um vasos os cuidados são iguais.

Atentando-se sempre às necessidades básicas citadas, temperatura, irrigação, solo, adubação.

Importante que você não menospreze os tratos culturais da cultura, pode parecer de pouca importância, mas são essenciais.

Por fim, mostrei várias espécies e variedades de tomates, inclusive algumas que tive o prazer de conhecer nos Estados Unidos. Eram tomates orgânicos e muito saborosos, apesar das pessoas acharem que coisas orgânicas são feias e pequenas, eles eram enormes.

Participe do Grupo do Telegram 1
59 Shares:

Deixe uma resposta

Você também pode gostar:
bandeja toda germinada
Ler mais

AUMENTE EM 80% A GERMINAÇÃO DE SEMENTES

Todo mundo já deve ter comprado pelo menos um daqueles pacotinhos de sementes. Você segue exatamente o que está escrito nas recomendações de uso para semear e mesmo assim quase nada nasce. Sabia que há uma maneira para aumentar a taxa de germinação em 80%? Continue a leitura e aprenda essa incrível e simples técnica.